Rádios On-line
8352
Prefeitura PROREME 16 a 3110
OPERAÇÃO DA PF

Integrantes de organização são presos ao tentar resgatar líder de facção em presídio

Suspeitos de integrar a organização criminosa são de Três Lagoas e foram presos durante operação da PF, em Campo Grande

13 JUN 2017 - 08h:10Por Kelly Martins

Integrantes de uma organização criminosa especializada em tráfico de armas e, que moram em Três Lagoas, foram presos pela Polícia Federal, durante a operação “Cerberus”, deflagrada nesta terça-feira (13). O grupo planejava resgatar um preso, de 31 anos, da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande após ele ter sido transferido de Três Lagoas para a capital.

O delegado federal Vinícius Faria Zangirolani disse em entrevista ao JPNEWS, que o detento é líder de uma facção e que atuava no comércio de armas enquanto cumpria pena na Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas. No mês de março, o acusado tentou fugir da unidade prisional e contou a ajuda do mesmo grupo.

“Depois disso, ele foi transferido e, mesmo assim, os integrantes da organização criminosa foram até Campo Grande, ficaram alojados em 10 imóveis, planejando uma nova tentativa de fuga”, explicou o delegado.

Quatro pessoas foram presas até o momento, entre elas, uma mulher que seria a namorada do líder do grupo. Todas as prisões ocorreram em Campo Grande. Os agentes federais cumprem três mandados de condução coercitiva, um mandado de prisão preventiva e quatro mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Criminal de Três Lagoas.

Além da PF, a operação é realizada com o apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar. Ao todo, são 30 agentes federais e 20 policiais militares na ação.

Os investigados podem responder pelos crimes de formação de organização criminosa, posse e comércio ilegal de armas de fogo de uso restrito e fuga de pessoa presa, cujas penas somadas podem chegar a 28 anos de prisão.

Entenda

O delegado contou que as investigações tiveram início em março, quando o líder da organização criminosa orquestrou a tentativa de fuga da Penitenciária de Três Lagoas com o uso de uma pistola calibre ponto 380.

Após a primeira tentativa, o presidiário foi transferido para a Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, de onde passou a contar com o apoio da namorada, de 25 anos, e outros três comparsas de 23, 22 e 21 anos respectivamente, para contrabandear armas de fogo que seriam revendidas no sudeste do país. Além, de orquestrar nova tentativa de fuga mediante a rendição e possível assassinato de agentes penitenciários durante escolta para consulta médica.

Nesta manhã, na casa da namorada do acusado, os policiais encontraram uma pistola 9mm, munições, e o valor de R$ 8 mil, que seriam utilizados na tentativa de fuga. Veículos também foram apreendidos no local e seriam utilizados na tentativa de resgate. Em outro imóvel, os agentes apreenderam cinco pistolas e duas armas longas de grosso calibre, além de coletes balísticos que também seriam utilizados na tentativa de fuga.

O líder do grupo cumpre pena pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio, enquanto ainda aguarda julgamento por novos crimes de uso de documento falso e porte ilegal de arma de fogo.

Os investigados serão conduzidos para a Polícia Federal em Campo Grande, onde serão ouvidos e permanecerão à disposição da Justiça Estadual.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6651