Rádios On-line
8503
Prefeitura PROREME 10 a 3011

Mês de Outubro bate recorde em chegues sem fundos

Segundo o presidente da CDL, o cheque está cada vez menos presente nas opções de pagamento

26 NOV 2008 - 07h:00Por Redação

Dados do Banco Central apontam que em outubro as devoluções de cheques por falta de fundos em Mato Grosso do Sul bateram recorde, envolvendo montante de R$ 184 milhões. Desde julho o rombo causado pelos cheques sem fundos vem aumentando, mas em outubro veio o maior prejuízo.

O salto em relação a setembro foi de 13,65%. São 133,1 mil lâminas devolvidas, o que equivale a dizer que o valor médio do cheque devolvido foi de R$ 1.382,00. No ano o Banco Central já registrou devolução de 1,4 milhão de folhas de cheque em Mato Grosso do Sul, que representam R$ 1,3 bilhão.

Cuidados – O presidente da CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) de Campo Grande, Ricardo Kuninari, afirma que hoje vários lojistas que trabalham com o cheque pré-datado já utilizam de serviços de uma empresa que faz consultas e se responsabiliza pelo pagamento do cheque, cobrando para isso taxa de 3,5% a 6%.

Outros fazem eles próprios a consulta aos sistemas de crédito como SPC e Serasa. Kuninari alerta que é preciso cautela ao receber cheques pré-datados. Procurar identificar o hábito de compras do cliente e há quanto tempo ele tem conta no banco são alguns cuidados que podem ajudar.

O cartão de crédito, devido à praticidade, prazo e segurança que proporciona ao consumidor, é o meio predileto de pagamento. “Hoje o cartão representa de 70% a 90% das vendas”, diz.
 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864