Rádios On-line
INVESTIGAÇÃO

Morte em posto de gasolina de Três Lagoas foi acerto de contas

Homem morto com cinco tiros teria dívida com quadrilha por venda de moto furtada

2 ABR 2016 - 20h:47Por Valdecir Cremon

A morte de Thiago Domingos Queiroz, de 22 anos, ocorrida durante a madrugada deste sábado (2), em um posto de combustíveis de Três Lagoas, ocorreu por acerto de contas com uma quadrilha que teria furtado uma moto, em 2015, na cidade. 

A Polícia Civil investiga o caso com base em informações dadas por dois dos cinco acusados pelo crime. Três pessoas foram presas na tarde deste sábado, após a identificação de um carro usado para dar cobertura ao assassinato. 

Thiago Queiroz, conhecido por "Perereca", estava no posto, na avenida Ranulpho Marques Leal, quando teria sido cercado e atingido por tiros disprado pelo garupa de uma moto. O autor dos disparos seria Émerson Renan de Oliveria Roque, de 19 anos, o "Nêgo", filho de Émerson José de Oliveira, o Pelezinho, de 39. 

O piloto da moto, identificado apenas por Adão, e Nêgo, estão foragidos. Pelezinho e Émerson Adriano do Nascimento, 39, estão presos, e Bruno Raphael Ferreira de Souza, 30, foi libertado após pagar fiança de R$ 2 mil. Um arma que pode ter sido usada no crime foi encontrada por policiais militares nos fundos de um bar que pertence a ele.

Em 2014, Thiago Queiroz foi detido por policiais militares por envolvimento com tráfico de drogas. (Colaborou Celso Daniel)

 

 

Deixe seu Comentário