Rádios On-line

Motorista perde controle de caminhão e invade mercearia

Proprietários do estabelecimento ainda contabilizam os prejuízos causados pelo acidente

20 JAN 2016 - 14h:03Por Tatiane Simon

Uma mercearia instalada na rodovia estadual MS-112, distrito de São Pedro, município de Inocência, distante 138,8 quilômetros de Três Lagoas, foi invadido por um caminhão de carga seca (transporte de animais) na manhã desta quarta-feira, 20, por volta das 5h40.

O comércio funciona como bar e mercearia e, aos fundos, é a residência do casal Jorge Bernardes Mariano, 68 anos, e Divina Aparecida Mariano, 64, proprietários do estabelecimento. A filha do casal, Sônia Mariano, disse ao JP News que os prejuízos causados pelo acidente foram diversos. “Perdemos o muro e a grade com a batida. Depois, o caminhão foi arrastando os móveis e os produtos da mercearia. Sabemos que alguns balcões, mesas e vitrines se quebraram. Parte dos alimentos e de outros produtos também foi danificada, infelizmente. Ainda não avaliamos todos os prejuízos porque a polícia pediu para preservar o local até que a perícia seja feita, mas o risco maior é se alguma dessas paredes que ligam o comércio à casa dos meus pais caia”, declarou emocionada com a sobrevivência dos pais, que no momento do acidente estavam dentro da casa e não foram atingidos.

O motorista disse às vítimas que teria perdido o controle do caminhão. “Ele afirmou não ter cochilado na direção. Disse que conhecia muito pouco dessa rodovia e devido à curva, que há bem em frente ao comércio dos meus pais, perdeu o controle da direção e apesar de ter freado, não conseguiu parar a tempo”.

O caminhão estava vazio e seguia sentido Três Lagoas/Inocência. O caminhoneiro relatou que seguia para uma fazenda na região onde iria pegar os gados.

 

RODOVIA

A filha do casal disse ainda que acionou a Polícia Rodoviária Estadual para registrar o boletim de ocorrência, já que a mercearia está localizada em uma rodovia. “Apesar de estar na MS-112, as contas que chegam em casa estão endereçadas como rua José Carneiro. Esse dilema, inclusive, tem sido um transtorno há anos para os meus pais, que cobram da Prefeitura de Inocência a instalação de um quebra-molas e melhores sinalização”.  A falta de sinalização no local foi apontada pelo motorista como uma das causas ao acidente.   

SUSTO

Passado o susto, o casal lamentou o acidente e a morte do cachorro da família, o vira-lata Maiado. “Era a companhia deles. Ficaram muito sentidos, minha mãe principalmente. Chorou muito quando o encontrou morto”.

Apesar das perdas materiais e do cão, Sônia demonstrou estar aliviada com a sobrevivência dos pais. “Hoje Deus me protegeu”, declarou. 

 

Deixe seu Comentário