Rádios On-line
8510
Prefeitura PROREME 10 a 3011

Operação Guanabara detém seis pessoas

No total trabalharam na operação 60 policiais militares e civis

29 NOV 2008 - 07h:25Por Redação

Desde as 6 horas de ontem (28), até por volta das 11h30, foi realizada a denominada “Operação Guanabara”, com o objetivo de cumprir 13 mandados de busca e apreensão e deflagrar quadrilha envolvida em tráfico de drogas. Além do bairro Guanabara, os mandados foram cumpridos nos bairros Santa Luzia, São João, Interlagos e Jardim Dourado.
Nessa operação policial, estavam envolvidos todos os delegados da Polícia Civil, numa ação coordenada pelo delegado regional, Vitor José Fernandes Lopes, e pelas equipes das Rondas Táticas do Interior (Rotai) e do Serviço Reservado da Polícia Militar (P-2), comandadas pelo subcomandante do 2º Batalhão da Polícia Militar (2ºBPM), major Wilson Sérgio Monari.
Trabalharam mais de 60 policiais militares e civis, distribuídos em 13 viaturas policiais, sem contabilizar as viaturas descaracterizadas, também envolvidas na mesma operação.
Todo o material apreendido e pessoas detidas foram levadas para a 2ª Delegacia de Polícia, na Vila Piloto, onde se concentrou toda a operação.
Foram detidas seis pessoas para prestarem depoimento. Três foram presos em flagrante, sendo dois por tráfico de drogas e um por furto de energia elétrica. Foram também capturados dois foragidos da Justiça. Um deles era foragido da Colônia Penal Agrícola de Campo Grande e outro do Regime Semi-Aberto de Três Lagoas. Os dois, envolvidos em tráfico de drogas, foram presos na mesma casa, na rua Macapá, no bairro Guanabara.
Na casa deles, os policiais encontraram trouxinhas de cocaína, medidores e balança de precisão.


RÁDIO HT

Na prisão de Ailton Augusto de Souza, conhecido por “Caderudo”, em uma casa da rua Bernardino Mendes, na Vila São João, os policiais encontraram um aparelho de Rádio HT, ligado às freqüências das polícias Militar e Civil. No aparelho constava a logomarca de uma emissora de Rádio AM local. O delegado Ailton Pereira de Freitas, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), informou que irá apurar a procedência desse aparelho.
“A Polícia já suspeitava que existia um rádio HT entre os traficantes, porque várias operações foram frustradas por causa disso”, comentou o delegado Vitor Lopes. Segundo a polícia, Caderudo informava os comparsas das ações policiais que estavam sendo preparadas.
Além do envolvimento pelo tráfico de drogas, Caderudo foi preso por furto de energia elétrica. A energia era ligada à sua casa através de um “gato”, ligação clandestina diretamente da rede.
Junto com Caderudo foi apreendido um adolescente de 16 anos, também envolvido no tráfico de drogas. Ele é suspeito de ser o autor de um homicídio, ocorrido no início do ano, em que o corpo da vítima foi parcialmente carbonizado. Com ele, a polícia encontrou R$ 220 em cédulas diversas, resultado da venda de drogas.
Na mesma operação, foram apreendidas cinco bicicletas, um revólver calibre 38 municiado, um motor de motocicleta e outras peças, utensílios e aparelhos eletrodomésticos, cuja procedência será investigada nos Inquéritos Policiais, já instaurados, e até um par de algemas.
“Um dos objetivos cumpridos nesta operação foi mostrar que as Polícias estão integradas em Três Lagoas para coibir a ação dos criminosos”, observou o major Monari, da Polícia Militar.
Outras operações “como esta serão desencadeadas como instrumento de inibição do crime”, assegurou o Delegado Regional, Vitor José Lopes.
As diligências policiais continuaram pela tarde de ontem, com a finalidade de localizar e prender mais criminosos e ainda descobrir onde funcionam pontos de venda de drogas e locais onde são guardados os objetos de crimes de furto e roubos.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864