Rádios On-line
DROGA SINTÉTICA

PM de Três Lagoas apreende drogas sintéticas durante festa rave. ATUALIZADA

Foram apreendidos ecstasy e micropontos de LSD, além de crack, maconha e cocaína

10 JUL 2016 - 04h:59Por Valdecir Cremon

Cinco mulheres foram levadas pela Polícia Militar ao plantão da Polícia Civil de Três Lagoas, na madrugada deste domingo (10), após a apreensão de drogas em uma festa rave (música eletrônica) onde foram encontrados diversos tipos de drogas - inclusive sintéticas - em uma chácara da cidade. 

No local da festa foram encontrados comprimidos de ecstasy e micropontos de LSD - drogas de alto poder alucinógeno, mais caras que cocaína, maconha e crack, que também foram encontradas na chácara, e usadas com maior frequência em festas do tipo.

As detidas são as organizadoras da festa, que alegam desconhecer o uso de drogas e que possuíam alvará do evento. O anúncio para a festa foi feito em uma página do Facebook, com ingressos de R$ 40 a R$ 60 em pontos de venda de cidades do Mato Grosso do Sul e de São Paulo.

O anúncio informa que a entrada de menores de 18 anos seria proibida. Porém, dois adolescentes, de 16 e 17 anos, foram apreendidos na chácara, que fica na margem direita da rodovia BR-262, no sentido Três Lagoas-Brasilândia.

O flagrante ocorreu na sequência de um monitoramento feito por conselheiros tutelares da cidade nas redes sociais em que a festa era anunciada. Segundo informações colhidas no local, conselheiros receberam informações sobre as drogas e teriam avisado o Ministério Público para acionamento da PM. 

A ação teve a participação de conselhos e de PMs da Rotai (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior), Agência Local de Inteligência e Getam (Grupamento Especializado Tático de Ações Motorizadas), todos subordinados ao comando da Polícia Militar.

O dono das drogas, segundo os PMs, teria conseguido fugir do local no momento da operação e abandonado os entorpecentes. (Com informações de Celso Daniel/TVC)

FESTA FECHADA

Após o flagrante e a condução das organizadoras da festa à delegacia, bombeiros foram ao local fazer uma vistoria da chácara para verificação de itens de segurança e normas que regulamentam eventos com cobrança de ingresso. 

A montagem de um palco e uma estrutura de shows, na entrada da chácara, foram considerados irregulares por bombeiros. Está liberada apenas a utilização de uma casa existente no local.

Segundo informações de policiais militares, a festa foi encerrada por volta das 5h20 (MS) e não há informações se irá prosseguir.

Um cartaz publicado em redes sociais informa que 12 artistas devem se apresentar no local entre as 23:00h deste sábado e 15:00h de domingo (11), com diversas observações ao público sobre trajes, bebidas, uso de substâncias ilícitas, respeito, documentos e armas, etc. Diz, ainda, "facelite a revista" (veja imagem abaixo).

O anúncio foi feito em uma página do Facebook, com ingressos de R$ 40 a R$ 60, em pontos de venda de cidades de Mato Grosso do Sul e de São Paulo e não há informações sobre a quantidade de pessoas que estavam no local. 

*Reportagem atualizada às 04h55, 5h20 e 5h55 (MS) para acréscimo de informações.

VEJA O CARTAZ PUBLICADO NO FACEBOOK

VEJA ENTREVISTA DO SUB-TENENTE TÚLIO, DO CORPO DE BOMBEIROS, SOBRE A INTERDIÇÃO DA FESTA.

Deixe seu Comentário