Rádios On-line
11320

PMA ministra curso de taxidermia

Curso foi ministrado para alunos da UFMS de Corumbá

8 OUT 2012 - 11h:00Por Redação

Campo Grande (MS) -  A Polícia Militar Ambiental amanhã (segunda-feira 8), às 08h00min, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Unidade de Corumbá (MS), um curso de taxidermia (empalhar) de animais silvestres (mamíferos e aves), para alunos da UFMS e Policiais. O curso visa a preparar os policiais para aproveitamento de animais atropelados, ou que morrem no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres CRAS, fazendo taxidermia e os utilizando em oficinas de educação ambiental, em especial em escolas públicas e privadas, para discutir os problemas relacionados à fauna.

Para a UFMS o objetivo é preparar os acadêmicos do curso de Biologia, para produzir material para composição do acervo de museus e ainda poderem ter contato com animais da nossa fauna, manuseando-os e adquirindo, além dos conhecimentos de taxidermia, conhecimento de anatomia. O material deste curso será para complementar o museu de Educação Ambiental da Polícia Militar Ambiental de Corumbá.

O curso, que será realizado no laboratório da UFMS de Corumbá durará até a quinta-feira (dia 11). Este é o quarto curso de Taxidermia de Animais Silvestres realizado pela PMA neste ano. O último foi realizado para alunos da Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD, entre os dias 26 e 28 do mês passado, com o objetivo de complementar o museu de Educação Ambiental da Subunidade da PMA de Dourados, quando foram montados 30 animais silvestres. Tais animais já estão sendo utilizados nos trabalhos de Educação Ambiental do Projeto Labirinto Ambiental da Subunidade.

O curso é ministrado pelos Policiais Militares Ambientais (taxidermistas), Vilson da Silva Souza e Celso Aparecido Dias Araújo.

Taxidermia

É uma técnica aplicada somente em animais vertebrados e seus registros mais antigos remontam ao império egípcio, há cerca de 2.500 a.C. Popularmente o termo "empalhar” já foi usado como sinônimo de “taxidermizar”, entretanto, há muito tempo não se usam mais os rústicos manequins de palha e barro para substituir o corpo dos animais.

Utilizada para fins de conservação de animais que podem ser utilizados na composição de coleções didáticas, científicas em museus de história natural, a Taxidermia permite que os alunos conheçam os animais da fauna brasileira, sua anatomia e fisiologia, ecto e endoparasitas, entre outros. A taxidermia tem como principal objetivo o resgate de espécimes descartados, reconstituindo suas características físicas e, às vezes, simulando seu habitat, o mais fielmente possível.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13