Rádios On-line

Polícia Civil priorizará fiscalização em casas noturnas em Campo Grande

Na sexta, três estabelecimentos foram fechados em bairros da Capital

5 FEV 2013 - 10h:32Por Redação

A fiscalização em boates e casas noturnas de Campo Grande será intensificada nos próximos dias pela Polícia Civil. A intenção é identificar irregularidades em alvarás, certificados e licenças. Em caso de constatação de falhas, a ordem é fechar os estabelecimentos.

As informações foram divulgadas em entrevista concedida nesta segunda-feira (4) pelo diretor-geral da Polícia Civil, Jorge Razanauskas Neto. Ele deu explicações sobre portaria publicada na última sexta-feira (1º), que disciplina a fiscalização e suspensão de alvarás.

Na prática, a medida traz poucas mudanças porque Corpo de Bombeiros, Delegacia Especializada de Ordem Política e Social  (Deops) e Prefeitura de Campo Grande seguem com a mesma autonomia para interditar estabelecimentos irregulares e que ofereçam risco ao público.

Segundo Razanauskas, a principal novidade é que as ações dos órgãos competentes na fiscalização serão mais integradas. Agora, o Corpo de Bombeiros terá de comunicar à Polícia Civil sobre as irregularidades encontradas, o que não ocorria antes.

A Deops poderá executar operações independentes de fiscalização, informou. “Se o estabelecimento estiver funcionando sem os alvarás pode ser fechado por expor o público ao risco e o empresário preso por desobediência”. Segundo ele, policiais devem visitar boates durante a realização de eventos, contudo, não há previsão para as ações terem início, nem quantas boates estariam sob a mira da polícia nos próximos dias.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13