Rádios On-line
7916

Polícia Federal: 100% aderem à greve nacional

Ontem pela manhã, eles realizaram uma manifestação pacífica em frente à delegacia

8 AGO 2012 - 16h:24Por Claudio Pereira

 O primeiro dia de greve dos agentes, papiloscopistas e escrivães da Polícia Federal (PF) de Três Lagoas foi marcado por manifestação pacífica em frente à delegacia. Eles montaram tendas e distribuíram panfletos com informações sobre suas reivindicações. A adesão dos servidores atingiu 100% no município. O número de policiais, porém, não foi divulgado por questão de segurança. Em todo o Estado, 350 profissionais estão de braços cruzados por tempo indeterminado.

De acordo com o agente da Polícia Federal, Victor Figueiredo, a classe reivindica melhores salários e condições de trabalho. Ele destacou que a greve foi decretada após anos de tentativas de negociação com o Governo Federal. “Estamos há cinco anos sem aumento no salário e há três sem reestruturação na carreira. Todas as nossas tentativas de negociação foram frustradas”, disse.

A falta de investimento, segundo Figueiredo, tem motivado os agentes a prestarem concursos para outros órgãos, como Receita Federal, Ministério Público Federal e Agência Brasileira de Inteligência (Abin). “Os servidores são atraídos por esses órgãos devidos aos bons salários oferecidos”, disse. O salário inicial de um policial federal é de R$ 7,5 mil. Os policiais exigem que o piso passe a ser de R$ 12 mil.

Figueiredo destacou ainda que o efetivo de Três Lagoas está reduzido. “Seria necessário aumentar o efetivo em pelo menos 50% para que pudéssemos oferecer melhor atendimento à população”, disse, destacando que os profissionais em greve estão sobrecarregados. “Já aconteceu de termos de dispensar pessoas por falta de alguém para poder atendê-las”, completou.

Durante os dias de greve, que devem seguir por tempo indeterminado, serão oferecidos apenas os serviços essenciais à população, como flagrantes, conduções de presos e segurança patrimonial da delegacia da PF. Contudo, haverá algumas exceções de atendimentos. “As pessoas que tiverem viagens internacionais agendadas e precisarem tirar o passaporte, por exemplo, serão atendidas desde que nos apresentem um documento que comprove a viagem”, explicou.

Os serviços paralisados com a greve ficam suspensos pelo menos até a realização da assembleia geral da categoria, que deve ocorrer na quinta ou sexta-feira desta semana, em Campo Grande. Na ocasião, as reivindicações serão discutidas com o comando nacional da greve. Só então será decidido se os serviços serão retomados ou continuarão paralisados.

Deixe seu Comentário

JORNAL DO POVO

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
7300