Rádios On-line
8650
SESI Matrículas
PROCURADO

Policiais de Três Lagoas e MT buscam por suspeito que matou namorada no Natal

Cozinheira foi assassinada em um rancho, às margens do Rio Sucuriú, em Três Lagoas

6 JUL 2017 - 09h:28Por Kelly Martins

Dois anos após o assassinato da cozinheira Maria Cristina Vilas Boas, de 33 anos, morta durante a comemoração do Natal, a Polícia Civil busca localizar o suspeito de praticar o crime. O homicídio ocorreu em um rancho, às margens do Rio Sucuriú, em 25 de dezembro de 2015, e o ex-namorado da vítima foi quem teria desferido golpe de faca no pescoço dela.

Logo depois, fugiu. A delegada Letícia Mobis, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), disse em entrevista ao JPNEWS que o suspeito Maxwell Nogueira Batista, de 30 anos, está no município de Mirassol do Oeste (MT). Para realizar a prisão, segundo ela, a Polícia Civil de Três Lagoas realiza uma operação em conjunto com a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul.

“Desde o fato, nós buscamos pelo paradeiro do suspeito e, nessa semana, recebemos a informação de que ele está no estado vizinho. Já entramos em contato com a Polícia Civil de Mirassol do Oeste e as equipes se mobilizam para prendê-lo”, contou.

A foto do suposto assassino é divulgada pela Delegacia da Mulher para que as pessoas possam auxiliar na localização. Em Três Lagoas, Maxwell trabalhava como pedreiro. Ele possui outro mandando de prisão por homicídio de um homem, no ano de 2012, no Nordeste. “Ele é uma pessoa perigosa, que provavelmente está usando um nome falso, mas a aparência dele não teria mudado muito. Ele costuma se apresentar também pelo apelido de ‘baiano’, nos lugares onde frequenta”, frisou a delegada

Entenda o caso

O crime passional ocorreu durante uma discussão entre o casal, conforme o inquérito que tramita na delegacia. A festa no rancho foi organizada por amigos e Maria Cristina e Maxwell foram até o local em uma moto. Em um determinado momento, o casal se afastou dos convidados e foi até um lugar mais retirado. Minutos depois, uma pessoa encontrou a vítima esfaqueada e caída no chão.

O suspeito fugiu rapidamente na motocicleta. Até hoje não se sabe ao certo o que motivou a discussão. O relacionamento tinha apenas dois meses. A vítima levou um golpe de faca no pescoço e morreu após dar entrada no Hospital Auxiliadora.

Maria Cristina trabalhava como cozinheira de uma empresa terceirizada na Unidade Educacional de Internação (Unei) “Tia Aurora” de Três Lagoas. Ela deixou três filhos, sendo duas crianças, de 6 e 8 anos de idade, e uma adolescente de 15 anos. Os três estão na residência de familiares, já que a cozinheira era divorciada e morava com os filhos.

 Homem suspeito de matar a namorada é procurada pela polícia. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864