Rádios On-line

Policial federal de MS é ferido em troca de tiros com polícia paraguaia

Confronto aconteceu na região de fronteira entre Brasil e Paraguai

26 ABR 2013 - 15h:19Por Redação

Um agente da Polícia Federal ficou ferido após trocas de tiros com agentes da Polícia Nacional do Paraguai na madrugada de quinta-feira (25), na região de fronteira entre o Brasil e o Paraguai. O confronto aconteceu em uma estrada entre os municípios de Japorã, em Mato Grosso do Sul, e Salto del Guairá, no Departamento de Canindeyú, no Paraguai.

Segundo a PF, o agente foi atingido por um tiro de raspão em um dos braços. Ele estava com outro policial federal em uma viatura descaracterizada. Os dois relataram que, no momento do confronto, faziam uma fiscalização para encontrar veículos carregados com droga no lado brasileiro da fronteira. Os agentes são da Delegacia da PF em Naviraí, a 359 km de Campo Grande.

Ainda segundo a PF, no momento em que os policiais iriam abordar uma van, foram surpreendidos por uma equipe da Polícia Nacional do Paraguai. Por conta da troca de tiros, os agentes abandonaram o veículo no local.

O comissário Atílio Ferreiro, chefe da polícia do Departamento de Canindeyú, taembém confirmou a troca de tiros e disse que nenhum policial paraguaio ficou ferido. Ele disse ao G1 que a caminhonete foi interceptada pelos agentes no lado paraguaio e que, por estar descaracterizada, não haveria como saber que se tratava de uma equipe da Polícia Federal do Brasil.

Ainda segundo o chefe de polícia, depois que a caminhonete foi abandonada, o veículo foi vistoriado e foram encontrados armas, cinco rádios comunicadores e coletes à prova de balas com a inscrição da PF. Ele disse que o veículo permanece no mesmo local e que os materiais foram apreendidos.

O vice-cônsul do Brasil em Salto de Guairá, Batista Bertolino dos Santos, informou ao G1 que acompanha o caso. Ele disse que foi notificado sobre o fato, tanto pela polícia brasileira, quanto pela polícia paraguaia.

“De fato existem duas verões, a polícia do Paraguai afirma que o local onde o fato ocorreu é território paraguaio e a polícia do Brasil afirma que é território brasileiro”, considerou. O G1 perguntou ao vice-cônsul se a troca de tiros causou algum problema diplomático entre os países, mas ele preferiu não se pronunciar sobre o assunto.

Batista informou ainda que aguarda um documento oficial da PF solicitando os materiais apreendidos pelos policiais do Paraguai.

Tanto a PF, quanto a Polícia Nacional do Paraguai mandaram equipes ao local para investigar o caso.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13