Rádios On-line
11557

Preso acusado de mandar matar mototaxista

5 FEV 2009 - 06h:11Por Redação

Valdecir Freiras, suspeito de ter encomendado a morte do mototaxista T.B.S, 45 anos, foi preso por agentes da 1ª Delegacia de Polícia quando procurou a Polícia Civil para se apresentar. A prisão dele ocorreu por volta das 10 horas de terça-feira (3) e foi acompanhada pelo advogado.
De acordo com o delegado Eraldo Coelho, titular da DP e responsável pelo caso, o suspeito teria consciência da existência do mandado de prisão preventiva – expedido na segunda-feira (2), à noite -, mas, mesmo assim, optou por dar sua versão dos fatos.
Ao delegado, Freitas confirmou que havia contratado os dois rapazes (Roberson Messias Rodrigues, 23 anos, e Natanael Silva Souza, 27 anos), porém negou a intenção de matar o mototaxista. “Na versão de Freitas, ele alega que os dois foram contratados apenas para dar um ‘susto’ na vítima, com a finalidade de que ele deixasse de assediar a esposa dele”.
No entanto, a versão não bate com a do próprio mototaxista e da dupla, presa na madrugada do último domingo (1º). Na versão dos três, a intenção era matar.
Eraldo explica que além do objetivo (matar ou assustar), a forma com que os três se conheceram também conta com duas versões: na de Freitas, os três se conheceram em um bar, na primeira quinzena de dezembro. Os dois suspeitos afirmam que foram procurados pelo acusado.
“Mas ainda temos que ouvir mais testemunhas para poder concluir o caso. O que não deverá demorar, acredito que ainda nesta semana este caso estará encerrado”, completou o delegado.
No entanto, o atentado do dia 1º não teria sido o primeiro. O mototaxista afirmou ao delegado que já havia sido procurado pela dupla duas vezes antes. “Eles o chamaram para uma corrida, e como sendo mototaxista, ele teria ido”.
Apenas um fator nas duas versões batem: a do pagamento. Freitas teria confirmado na Polícia Civil o pagamento de R$ 600 para os dois, mas nega que era para a compra de um revólver. No dia em que foram presos, Natanael e Roberson alegaram receberiam R$ 2 mil pelo serviço.

PM

Susto, ou não, o crime foi impedido por meio de uma ação da Polícia Militar. Na madrugada do último domingo, os militares conseguiram prender Natanael e Roberson em frente à residência do mototaxista, na avenida Rosário Congro. No motor de uma caminhonete, estacionada ao lado, eles encontraram um revólver calibre 38, com seis munições intactas.
Conforme Eraldo, os três (Freitas, Natanael e Roberson) permanecem presos. Freitas, por enquanto, será mantido na carceragem da 1ª Delegacia de Polícia. Os três responderão por tentativa de homicídio. (R.P)

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13