Rádios On-line
NA CASA DAS PRIMAS

Sogro, genro e amigo saem de boate sem pagar, derrubam portão e são detidos pela PM

“A água de coco estava muito cara”, disse um dos envolvidos.

23 MAR 2017 - 10h:57Por Celso Daniel

Três pessoas foram detidas pela Polícia Militar de Três Lagoas na madrugada desta quinta (23) depois de saírem de uma casa noturna sem pagar a conta. Os homens fugiram do estabelecimento e foram alcançados no bairro Santa Rita e depois encaminhados a delegacia.

Por volta da 01h, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) recebeu denúncia do proprietário da casa noturna informando que os três envolvidos – um de 53, outro de 27 e um de 26 anos – saíram do estabelecimento localizado no bairro Vila dos Ferroviários sem pagar a conta da “noitada” e ainda atropelaram e derrubaram o portão da casa.

Uma equipe da Rádio Patrulha foi até a região e conseguiu abordar os três homens que fugiam em alta velocidade pelas ruas dos bairros Santa Terezinha, Santos Dumont e Santa Rita. O veículo que era utilizado pelos três era uma pequena camionete utilitária de propriedade da empresa que os envolvidos trabalham. Os três foram alcançados na Rua Marechal Deodoro no bairro Santa Rita. Outras viaturas que estavam na região chegaram para dar apoio a Rádio Patrulha e levar os homens detidos até a delegacia.

Já na sala de elaboração e ocorrências, os três foram identificados e revelaram que dois deles eram sogro e genro e o outro jovem era um amigo. Os três relataram que trabalhavam juntos e resolveram ir até o estabelecimento para dar uma “relaxada” depois de um dia tenso de trabalho.

Questionados a respeito do “calote”, eles disseram que o preço da água de coco estava muito cara e resolveram ir embora do local sem pagar a conta. Eles aina alegaram que iriam procurar a polícia para denunciar o abuso dos preços do estabelecimento. Os três negaram que derrubaram o portão e ainda disseram que foram coagidos no local, mas o proprietário da casa noturna alegou que ele foi ameaçado pelos três envolvidos.

Após a elaboração do boletim de ocorrências da PM, sogro, genro e amigo foram levados a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) para as providências legais onde foi registrado o boletim de ocorrências por outras fraudes.

Deixe seu Comentário