Rádios On-line
8502
Território Teen

Termina impasse sobre área do semi-aberto

O novo estabelecimento Penal Semi-aberto masculino terá uma área de 8,1 mil metros quadrados.

20 NOV 2008 - 08h:00Por Redação

A substituição da área verde onde vai ser construído o presídio semi-aberto por outra resolveu o impasse gerado pela interdição, por parte da Promotoria do Meio Ambiente, das obras. Ontem (19), o promotor Antônio Carlos de Oliveira revelou que, em reunião com a prefeita Simone Tebet e assessores jurídicos da Prefeitura, no início desta semana, ficou acertado que a administração municipal vai comprar outra área na mesma região (Vila dos Ferroviários) no próximo ano.
“Devido à necessidade de interesse público de urgência resolvemos acertar a substituição”, declarou Antônio Carlos, demonstrando preocupação com a situação dos internos do semi-aberto, que estão na iminência de serem transferidos para outras unidades penais do Estado que atendem o regime, a exemplo da Capital e Dois Irmãos do Buriti.
Internos e familiares, na manhã de segunda-feira (17), foram até o Fórum da Comarca e se postaram em frente ao prédio na tentativa de falar com o juiz Renato de Liberali, que interditou o prédio onde atualmente funciona o presídio semi-aberto por falta de condições de funcionalidade. Um prazo foi dado para que a transferência seja efetivada pela Agência Estadual do Sistema Penitenciário (Agepen). Enquanto isso, os detentos se mantêm ainda preocupados, já que a construção do novo presídio não deve ser concluída no prazo dado pelo juiz.
 O local foi doado pela Prefeitura  de Três Lagoas. O prédio será construído pela Agesul e o valor do investimento é de R$ 1.788.704,63.
O novo prédio terá hall de acesso, sanitários, recepção, salas específicas para triagem e revista, sala para advogados, sala para diretor, copa, circulação coberta, alojamento e banheiro adaptados a pessoas com necessidades especiais, enfermaria e lavanderia.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864