Rádios On-line
8991

André participa da posse da nova presidência do Tribunal de Justiça

A nova diretoria do Tribunal de Justiça foi eleita por unanimidade pelos membros do Tribunal Pleno na eleição ocorrida no dia 29 de outubro

2 FEV 2009 - 07h:58Por Redação

O governador André Puccinelli participa nesta segunda-feira (2), a partir das 16h, da solenidade de posse da nova diretoria do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul para o biênio 2009/2010. Assume a presidência do Tribunal de Justiça o desembargador Elpídio Helvécio Chaves Martins, a vice-presidência o Des. Paulo Alfeu Puccinelli e a Corregedoria Geral de Justiça o Des. Josué de Oliveira.

A nova diretoria do Tribunal de Justiça foi eleita por unanimidade pelos membros do Tribunal Pleno na eleição ocorrida no dia 29 de outubro do ano passado. A posse acontece no plenário do Tribunal Pleno.

O desembargador Elpídio Helvécio Chaves Martins é baiano de Itapita, casado e formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em 1969. Começou como juiz de 1ª Entrância na comarca de Rio Brilhante, em 1980. No ano seguinte, por merecimento, foi promovido para 2ª Entrância, na 1ª Vara de Naviraí.

Por antigüidade, em 1986, foi promovido para juiz de Entrância Especial para atuar na 8ª Vara Criminal de Campo Grande. A pedido, em 1987, foi removido por permuta para a 12ª Vara Cível da Capital. Em 1990, por merecimento, foi promovido ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça e atualmente exerce suas atividades compondo o Tribunal Pleno, a 2ª Seção Cível, a Seção Especial Cível e a 4ª Turma Cível. Foi eleito Corregedor-Geral de Justiça no biênio 1999-2000.

O vice-presidente eleito, desembargador Paulo Alfeu Puccinelli, é paulista nascido em Pederneiras, casado e formado em Direito pela Faculdade de Direito de Bauru (SP), em 1968. É pós-graduado lato sensu em Direito das Obrigações pela Unigran.

Ingressou na magistratura sul-mato-grossense em 1981, em Camapuã. Três anos mais tarde, por antigüidade, foi promovido para a 2ª Vara Cível de Três Lagoas e, alguns meses depois, assumiu a direção do Foro. Em 1989, por antigüidade, foi promovido para a 1ª Vara Criminal de Dourados, comarca onde também foi Diretor do Foro. Em 1999, foi designado como presidente da Turma Recursal Cível Única de Dourados. Foi juiz eleitoral daquela comarca de 1997 a 2000. Em março de 2000 foi promovido para desembargador.

O Corregedor-Geral de Justiça, desembargador Josué de Oliveira, é paulista de Pereira Barreto, casado e formado em Direito, em 1975, pela Faculdade Integrada de Uberaba (MG). Ingressou na magistratura de Mato Grosso do Sul em 1980, na comarca de Maracaju. Dois anos depois, por antigüidade, foi promovido para 1ª entrância e atuou na Vara Criminal de Ponta Porã.

Por duas vezes, a pedido, foi removido: em 1983, para a 1ª Vara Cível de Ponta Porã (2ª  entrância) e, em 1985, para a 2ª Vara Cível de Dourados. Dois anos mais tarde, por merecimento, foi promovido para a 3ª Vara Cível de Campo Grande, comarca de entrância especial. Em 1991, por merecimento, foi promovido ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça. Exerceu o cargo de Corregedor-Geral de Justiça, no biênio 2001/2002.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13