Rádios On-line
POLÍTICA

Ângelo Guerreiro fica em 12º em lista dos 100 melhores gestores do país

Entre os 16 gestores do Mato Grosso do Sul que aparecem na lista, prefeito de Três Lagoas ficou em primeiro lugar na pesquisa

1 JUL 2017 - 08h:00Por Ana Cristina Santos

O prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro (PSDB), aparece em 12º lugar em uma pesquisa nacional que lista os 100 melhores gestores do país nos primeiros 150 dias de trabalho. O levantamento considerado de utilidade pública foi feito pela União Brasileira de Divulgação (UBD) e avaliou as áreas de infraestrutura, transparência pública e qualidade de vida no município. Entre os 16 prefeitos do Mato Grosso do Sul que aparecem na lista, Guerreiro ficou em primeiro.

Antes de ser prefeito em seu primeiro mandato, Guerreiro foi vereador por duas vezes e elegeu-se deputado estadual. Cumpriu o mandato até ano passado e deixou a Assembleia Legislativa para disputar a prefeitura. Foi eleito com 30 mil votos. 

Entre os 100 melhores gestores nesse início de mandato, o prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette Ferreira (PSB), aparece em primeiro lugar, à frente do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), em segundo. O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha (PSDB), é o 13º e a prefeita de Dourados, Délia Razuk (PR), 15ª.

A UBD foi fundada em 2001 com a finalidade de divulgar as melhores administrações municipais do Brasil através de pesquisas interativas de gestão pública, com dados das áreas de educação, serviços sociais, infraestrutura e saúde. 

Ao Jornal do Povo, Guerreiro disse que aparecer em 12º lugar é “um bom sinal” para Três Lagoas e atribuiu o resultado ao trabalho em equipe. “Ninguém faz nada sozinho. Isso é mérito da nossa equipe. É claro que estamos no comando, definindo a forma como as coisas devem ser feitas”, disse.

O prefeito disse, contudo, que o tempo de mandato é curto para mostrar resultados melhores. No entanto, apontou avanços. “Nossa administração está focada no bem-estar da sociedade, em melhorar cada vez mais a saúde, a educação, o trânsito, a infraestrutura e a forma de atender as pessoas. Desde que assumimos, pautamos nossa administração com um atendimento humanizado, e é isso que tem feito a grande diferença”, destacou.

Guerreiro disse ainda que assumiu o mandato em um dos momentos mais delicados do país. Devido às crises econômica e política, disse que os municípios não têm conseguido recursos federais - o que dificulta a execução de grandes obras. Ainda assim, afirmou que o município tem conseguido enfrentar bem essas dificuldades. “Vai um ano e meio para as coisas ficaram ‘redondas’ e facilitar no que pretendemos executar”, estimou.

REDUÇÃO


Guerreiro afirmou que a sua gestão tem sido pautada em economia e em evitar desperdícios. Quando assumiu, cancelou um contrato com uma empresa de Araçatuba (SP) que alugava ambulâncias para o município e passou a atender pacientes com frota própria. A mudança, segundo ele, possibilitou economizar R$ 1,5 milhão por ano, que vai resultar na compra de cinco caminhões novos, atualmente em processo de licitação. 

Ressaltou também que a prefeitura evita ao máximo terceirizar serviços. “O que tem sido possível o município fazer com a própria equipe, tem feito”, como reformas de prédios públicos. Destacou que a administração divulga a abertura de licitações e incentiva o comércio local para participar.

Deixe seu Comentário