Rádios On-line

Câmara Municipal e partidos homenageiam mulheres

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o PT, PRB e a Câmara Municipal de Três Lagoas realizam hoje homenagens a elas

8 MAR 2013 - 09h:37Por Redação

 

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o PT, PRB e a Câmara Municipal de Três Lagoas realizam hoje homenagens a elas. O evento promovido pelo Legislativo será às 19h, no plenário da Casa de Leis, onde mulheres de diversos segmentos da sociedade, desde donas de casa até a prefeita, vão receber uma Moção de Congratulação em comemoração ao dia.

De acordo com a assessoria da Câmara, a prefeita Márcia Moura, a vice-governadora Simone Tebet, assessoras, secretárias, a delegada da Delegacia da Mulher, Letícia Mobis, e a irmã Aurélia Brioches, do Hospital Auxiliadora, receberam convite especial para participarem da sessão. “Cada vereador indicou uma representante ilustre do sexo feminino e, dessa maneira, buscamos destacar o trabalho, a contribuição de cada uma nas suas funções. Homenagearemos esposas, moradoras de bairros, educadoras que ultrapassam os limites de suas residências e dedicam-se aos mais diversos trabalhos”, ressaltou o presidente da Câmara, o vereador Jorginho do Gás (PSDB).

PARTIDOS
 Já o PRB realizará, às 11h, um evento nas proximidades da praça Senador Ramez Tebet em homenagem às mulheres de Três Lagoas. Segundo a presidente do PRB Mulher, Sol Bernachi, a Sol, o partido entregará rosas vermelhas. Estarão presentes os vereadores do partido, Welton Irmão e Sirlene da Saúde.

O PT homenageará aproximadamente 30 mulheres. “No ano passado, homenageamos pela profissão. Neste ano, vamos homenagear pelas artes, e procuramos sempre estar em contato com aquela mulher que é humilde e nunca e lembrada. Geralmente, são lembradas as mulheres que têm um lugar de status na sociedade. As mulheres simples e humildes sempre são deixadas de lado. Vamos homenagear as mulheres que se dedicam mais às artes, como as artesãs, tecelãs, as que trabalham com mosaico, as que fazem pintura em tela, cantoras, atrizes, entre outras”, informou Maria da Silva Prates Olivere, a Bel do PT.

Para ela, esse é um dia importante para ser lembrado. Primeiro, porque é uma data que nasceu marcada pela dor. “São 128 mulheres que foram assassinadas, queimadas, porque tiveram a audácia em fazer greve e pagaram com a vida. Não podemos nos esquecer disso, pois, para que o dia pudesse se tornar essa data, houve uma grande luta”, destacou.

De acordo com a petista, as mulheres ainda sofrem muita humilhação e discriminação. “A ONU está publicando um relatório em que mostra que existe uma epidemia de violência contra a mulher no mundo. No Brasil, de 1980 a 2010, 92 mil mulheres foram assassinadas, sendo 45 mil nas últimas décadas. Essa violência contra a mulher preocupa muito. Apesar de termos uma legislação avançada que coloca limite a essa violência, percebemos, nos últimos tempos, que isso vem aumentando”, comentou.

POLÍTICA
Em relação à participação delas na política, Bel do PT afirmou que houve um avanço quanto ao número de mulheres exercendo cargos eletivos, entretanto, é pouco se comparado ao de homens. “Só podemos dizer que alcançaremos um mesmo patamar, quando tivermos o mesmo número de mulheres ocupando o mesmo espaço que os homens”, destacou.

Segundo Bel, apesar de termos uma presidente da república, entre tantas outras que ocupam cargos importantes, ainda existe uma resistência da sociedade em votar em mulheres. “Ainda temos que caminhar e lutar muito se quisermos manter o que conquistamos e o que pretendemos conquistar ainda”, salientou. Como exemplo, mencionou a Câmara Municipal de Três Lagoas, que é composta por 17 vereadores. Desse total, apenas três são mulheres.


 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13