Rádios On-line
7914
Prefeitura Folclore 14 a 180819

Campanha eleitoral em Três Lagoas ainda é pobre

Partidos encontram dificuldades para conseguir recursos financeiros

11 AGO 2012 - 06h:51Por Cláudio Pereira

A previsão de gastos na campanha eleitoral de todos os partidos de Três Lagoas soma cerca de R$ 14 milhões. Apesar da declaração na Justiça Eleitoral ter sido milionária, na prática, a campanha eleitoral em Três Lagoas ainda é pobre. Conforme a primeira prestação de contas parcial da campanha eleitoral referente ao mês de julho, apenas o PMDB, partido da candidata Márcia Moura, gastou R$ 4 mil com publicidade em materiais impressos. O PSD, partido do candidato Ângelo Guerreiro, e o PRP do candidato Luiz Antônio Martins, o Tidico, declararam nenhum valor gasto.

Segundo Tidico, presidente do PRP, em julho o partido não havia contraído nenhum gasto, mas nesse mês de agosto, já houve a confecção de santinhos e adesivos. “O valor gasto com esses materiais será apresentado na próxima prestação de contas”, destacou. Tidico informou que foram confeccionados 50 mil santinhos para cada candidato a vereador e 50 mil para a candidatura majoritária.

Segundo ele, a confecção de 50 mil santinhos custa R$ 520. O partido lançou 15 candidatos a vereador. Tidico e Zezinho Pequeno encabeçam a chapa majoritária. Ainda de acordo com o presidente do PRP, o partido não irá contratar cabos eleitorais, pois não dispõe de dinheiro para isso. “Estamos contando com apoio de voluntários. Quem for trabalhar para o PRP é porque acredita no nosso projeto”, frisou.

PSD
O PSD, que tem como candidato a prefeito o vereador Ângelo Guerreiro, também apresentou nenhuma declaração de gastos referente ao mês passado. O presidente do diretório municipal do partido, o advogado Cristovan Lages Canela, disse que no mês de julho não houve gastos com a campanha. Entretanto, nesse mês o partido já conta com algum material de propaganda. “Os gastos referente a esse mês serão apresentados na próxima prestação de contas”, informou.

De acordo com Canela, o partido está contando com algumas doações. “Conseguimos algum material de campanha em Campo Grande. Por enquanto, estamos contando com o apoio do presidente regional do partido e de alguns companheiros”, disse.

Canela informou que o valor obtido para a campanha até o momento é pequeno e que alguns candidatos estão utilizando recursos próprios. “A nossa campanha é muito pobre, pois o senador Delcídio do Amaral não honrou com o que prometeu no ano passado. Mais do que a palavra, o que comprova o caráter do ser humano são as atitudes. E a atitude do senador mostra que ele abandonou Guerreiro, que teve que começar do zero para colocar a campanha na rua”, Alfinetou Canela.

Apesar de não contar com o apoio do senador do PT, partido que indicou o vice de Guerreiro, Canela afirmou que Ângelo está contando com o apoio dos candidatos a vereador e que todos estão entusiasmados e confiantes.

O presidente do PSD informou que o partido ainda não contratou cabos eleitorais e que, caso consiga recursos, a ideia é contratar algumas pessoas para fazer o trabalho de divulgação. Enquanto não dispõe de grandes estruturas para a campanha, Canela destacou que o partido tem investido na realização de comícios. “Estamos investindo no contato com a população, indo de casa em casa. É assim que tem sido a nossa campanha”, salientou.

PMDB
Segundo o responsável pelo comitê financeiro do PMDB, Walmir Arantes, o partido já arrecadou R$ 70 mil em doações para a campanha eleitoral. Conforme a prestação de contas, o partido gastou no mês de julho R$ 4 mil com publicidade.

Arantes disse que a campanha eleitoral do partido e da coligação está dentro do planejado. “Já colocamos o visual em campo e começamos o trabalho corpo a corpo”, frisou. Os gastos com a campanha neste ano, segundo Walmir, está abaixo das eleições anteriores. “Essa é uma campanha com dificuldades financeiras para todos os partidos. Isso é reflexo do cenário do país. Não está havendo sobra de recursos no caixa das empresas. Há empresários que gostariam de participar com doação, mas não sobra dinheiro, e o partido também não tem”, ressaltou.

De acordo com Walmir Arantes, a principal arma do PMDB nessa campanha são os candidatos a vereador, nossos principais cabos eleitorais. “Eles são nossa linha de frente, que ajudam a divulgar nossas propostas”, salientou.

 

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
BAND
7300