Rádios On-line

Delcídio quer alongar dívida e flexibilizar guerra fiscal

Presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS) discute com Mantega fim dos incentivos fiscais, dívida e reforma do FPE.

28 NOV 2012 - 07h:21Por Divulgação

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) defendeu ontem, em reunião no Ministério da Fazenda, o alongamento da dívida dos estados com a União e s flexibilização da política de concessão de incentivos fiscais (guerra fiscal).

Presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Delcídio convidou o ministro Guido Mantega para debater a política de incentivos fiscais, a dívida dos estados e mudanças na partilha do Fundo de Participação dos Estados (FPE).  Audiência na CAE está marcada para 4 de dezembro.

“O Supremo Tribunal Federal já deliberou que precisa ser apresentada uma nova proposta tanto para a questão dos incentivos fiscais quanto para a partilha do FPE. Nosso esforço visa evitar que essa nova proposta não prejudique, em hipótese alguma, o caixa dos estados. Em relação à divida, queremos mudar o indexador e alongar o prazo de pagamento”, disse Delcídio.

O senador afirmou que há compromisso do governo em melhorar as condições de pagamento da dívida. “Quando aprovamos a chamada Lei dos Portos, tínhamos dois compromissos: a renegociação das dívidas dos estados e uma nova regulamentação para a cobrança de impostos sobre o e-commerce, para que a arrecadação de impostos do setor não fique mais concentrada em São Paulo e no Rio de Janeiro, sede da maioria das empresas que vendem pela Internet, mas que seja dividida com os estados onde efetivamente acontecem as compras, destino final dos produtos ”, lembrou.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13