Rádios On-line
ESQUEMA FRAUDULENTO

Em delação premiada, Delcídio cita políticos do Mato Grosso do Sul

Ex-governador André Puccinelli e Edson Giroto são citados em delação premiada de Delcídio do Amaral

15 MAR 2016 - 17h:40Por Ana Cristina Santos

De acordo com o anexo 10 da delação premiada, feita pelo senador Delcídio do Amaral, a qual foi homologada nesta terça-feira, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), políticos do Mato Grosso do Sul foram citados pelo parlamentar.

Delcídio citou em sua delação a Operação Lama Asfáltica, desencadeada no Estado no ano passado. Segundo ele, a investigação apurou apenas parte de um esquema fraudulento entre o ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, o ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto e o ex-governador André Puccinelli (PMDB).

De acordo com a delação, o senador que deixou o PT nesta terça-feira, contou que, um acordo ilícito foi feito entre os três, com o objetivo de descentralizar os investimentos federais em Mato Grosso do Sul, facilitando a arrecadação de propina. Segundo o senador, Alfredo Nascimento usava o cargo de ministro dos Transportes para articular investimentos com os governadores e manter a bancada do PR, partido do qual pertencia, unida.

Em março de 2015, Giroto foi nomeado assessor especial do Ministério dos Transportes. Antes, porém, foi deputado federal e secretário estadual de Obras, na gestão do ex-governador André Puccinelli. Em julho de 2015, Giroto foi exonerado do ministério, depois de ter o nome vinculado a Operação Lama Asfáltica, da qual resultou em sua prisão por um período.

De acordo com a delação premiada, Delcídio diz ter conhecimento de um "jogo combinado" entre o ex-ministro, o ex-governador e Giroto que, segundo o senador, seria o responsável por operacionalizar a descentralização de investimentos vindos da União.  Conforme o documento,  a propina arrecadada era repassada ao PR e PMDB, através de Alfredo Nascimento, que mantinha um bom relacionamento com a bancada .

Ainda de acordo com o senador, foi por meio desse esquema ilícito que campanhas eleitorais do PR e PMDB em Mato Grosso do Sul e do PR nacional eram bancadas. Parte desse esquema, segundo o parlamentar, foi que desencadeou a Operação Lama Asfáltica. O JPNews não conseguiu falar com os três citados pela senador.Em nota encaminhada à imprensa na tarde desta terça-feira, o ex-governador André Puccinelli afirmou que, a denúncia “não faz o menor sentido porque isso nunca aconteceu comigo”

HOMOLOGOU
Nesta terça-feira, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou a delação premiada firmada entre o senador Delcídio do Amaral e a Procuradoria-Geral da República para colaborar com as investigações da Operação Lava Jato.

Matéria editada às 18h06 para acréscimo de informação.

 

Deixe seu Comentário