Rádios On-line
DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Embora maioria na hora de votar, mulheres são minorias em cargos eletivos

Dos 17 vereadores da Câmara de Três Lagoas, apenas três são mulheres

8 MAR 2017 - 10h:15Por Ana Cristina Santos

Embora maioria na hora de votar, em Três Lagoas, as mulheres ainda são minoria na ocupação de cargos eletivos. Dos 74.244 eleitores da cidade, 38.891 são mulheres. Isto corresponde a 52,4% do colégio eleitoral da cidade.

Três Lagoas já teve uma das Câmaras Municipais "mais femininas" do país quando elegeu, em 1997, inclusive, a primeira mulher para presidir o Legislativo Municipal.  Nesta época, a Câmara contava com 15 vereadores, dos quais oito eram mulheres - a maioria. Hoje, dos 17 parlamentares, apenas três são mulheres: Marisa Rocha (PSB), Sirlene da Saúde (PSDB) e Isabel Cristina Ferreira (SD).

Depois de 12 anos comandada por mulher, a Prefeitura de Três Lagoas, também voltou neste ano para o comando masculino. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nas últimas eleições municipais, em 2016, o número de vagas ocupadas por mulheres nas câmaras de vereadores passou de 13,33% para 13,51%. Nas prefeituras, ainda de acordo com o TSE, a participação feminina diminuiu e passou de 11,84%, em 2012, para 11,57%.

Atualmente, na Câmara Federal, dos 513 deputados, apenas 55 são mulheres (10,7%).  No Senado, dos 81 senadores, 12 são mulheres - 14,8%.

A vereadora Marisa Rocha (PSB) lamenta o fato da diminuição do número de mulheres na política. “Já tivemos a Câmara mais feminina na história de Três Lagoas, tínhamos oito mulheres. Agora, temos apenas três. A gente percebe ainda certo machismo, de 27 governadores, apenas uma é mulher. Temos em Mato Grosso do Sul, 24 deputados estaduais, e apenas três mulheres. Temos que ter uma participação maior das mulheres até para termos mais avanços”, disse.

A vereadora Sirlene da Saúde também lamenta o número reduzido de mulheres na política. “ As mulheres precisam ter uma participação maior”, disse, o mesmo foi compartilhado pela vereadora Isabel Cristina.

Deixe seu Comentário