Rádios On-line
8990

Lula recomenda cautela a aliados na disputa por cargos no Congresso

A informação foi dada hoje pelo ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, após reunião na liderança do seu partido, o PTB

2 FEV 2009 - 08h:14Por Redação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem recomendado muita cautela nas disputas que estão sendo realizadas para os cargos das Mesas Diretoras da Câmara e do Senado. A informação foi dada hoje pelo ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, após reunião na liderança do seu partido, o PTB.

"Precaução é a palavra de ordem, e devemos entender que isso é um episódio do Parlamento. O presidente tem recomendado muita cautela, porque a disputa envolve candidatos da base aliada", disse o ministro. Segundo ele, essas disputas não devem atrapalhar a unidade da base aliada, mas será preciso cuidados na forma de conduzir as conversas tanto com os vitoriosos como com os derrotados.

Embora, observando que os quatro candidatos que disputam a Presidência da Câmara e os dois que disputam a Presidência do Senado sejam de partidos da base governista, José Múcio afirmou que qualquer resultado eleitoral deixa seqüelas. "É por isso que precisa ter muito cuidado, porque a disputa é dentro da base. Algumas ações precisam ser feitas para que essas coisas não sejam maximizadas".

O ministro esteve hoje (1) na Câmara para participar da reunião das lideranças do PTB, na qual o partido conseguiu afastar da disputa pela terceira Secretaria da Mesa da Casa o deputado Pastor Manoel Ferreira (PTB-RJ), que havia se lançado para disputar o cargo com o petista Odair Cunha (MG). Pela regra da proporcionalidade, o cargo deverá ser preenchido por um deputado do PT. O cargo que cabe ao PTB é a quarta Secretaria.

O presidente nacional do PTB, ex-deputado Roberto Jefferson, que conduziu as negociações para a retirada da candidatura de Ferreira, disse que ela poderia criar uma crise na disputa pela Presidência da Câmara. Segundo Jefferson, Manoel Ferreira havia condicionado a retirada de sua candidatura à desistência da deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA) de disputar a quarta Secretaria, cargo que deverá ficar com o PTB. Como Elcione desistiu da disputa, Ferreira também saiu do páreo.

O deputado Michel Temer (PMDB-SP), candidato à Presidência da Câmara, pelo bloco formado de 14 partidos, também participou da reunião do PTB, juntamente com outros candidatos a cargos da Mesa Diretora. Ao deixar o encontro, Temer reafirmou sua convicção na vitória amanhã. "Estou animadíssimo. Fechamos 14 partidos e agora esses partidos estão reunindo suas bancadas e reafirmando o apoio."

Os 14 partidos somam cerca de 430 deputados. O número é mais do que suficiente para eleger o presidente da Casa. Mas, como a votação é secreta, os outros três candidatos acreditam que a eleição será decidida em segundo turno, porque haverá muita traição dos deputados desses 14 partidos. Temer disse que não acredita na traição dos parlamentares desses partidos. "Sem traições. Traição é uma palavra que não se deve usar aqui. A palavra que se deve usar é fidelidade."

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13