Rádios On-line
7914
Prefeitura Folclore 14 a 180819

Manifestantes pedem que vídeo com Puccinelli seja investigado

Em nota, o PMDB diz que vídeo foi editado e legendado de forma errada

25 AGO 2012 - 11h:30Por Tatiane Queiroz/ G1 MS

Um “Ato público contra o autoritarismo” reuniu cerca de 500 pessoas na tarde desta sexta-feira (24), em frente ao Fórum Eleitoral de Campo Grande, segundo estimativa da Polícia Militar. A manifestação foi organizada após a divulgação na internet de um vídeo em que o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), aparece supostamente coagindo funcionários de órgãos estaduais a votar em candidatos do partido dele durante uma reunião política.

Durante o ato público, representantes e candidatos de partidos da oposição protocolaram uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) junto ao órgão.

A Justiça Eleitoral expediu, na última terça-feira (21), um mandado de busca e apreensão do vídeo, após pedido feito pelo Ministério Público Eleitoral. A decisão foi da juíza da 8ª Zona Eleitoral, Denise de Barros Dódero.

As imagens estão com a Justiça Eleitoral e devem ser encaminhadas para a Polícia Federal. A assessoria de imprensa da Polícia Federal informou que até o momento não teve acesso ao material e que o vídeo não passou por perícia.

Defesa
A  assessoria de imprensa do governador André Puccinelli confirmou ao G1 que as imagens são de uma reunião política do PMDB com servidores da Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Social (Setas), e enfatizou que os servidores foram convidados, e não convocados. Segundo a assessoria, o evento foi realizado fora do horário de expediente dos funcionários, na sede do partido.

Em nota divulgada nesta sexta-feira (24), a assessoria de imprensa do governador informou que ele protocolou uma Ação Penal Privada por calúnia, injúria e difamação contra o site de notícias que divulgou o vídeo na internet. A assessoria informou ainda que Puccinelli contratou serviços de perícia particulares e que laudos expedidos pelo órgão concluíram que há divergências entre as falas e o texto apresentados nas legendas da gravação.

Vídeo
No vídeo que circula na internet, o governador aparece em uma reunião política com servidores estaduais onde ele lê nomes e pergunta o voto dos servidores. Na gravação, os supostos funcionários, que teriam cargos comissionados, informam em quem vão votar para prefeito e vereador.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
BAND
7300