Rádios On-line
ROMPIMENTO

PMDB do Mato Grosso do Sul quer a saída do partido da base de sustentação do governo Dilma

Executiva estadual pediu a entrega de todos os cargos ocupados no Executivo

12 MAR 2016 - 16h:06Por Ana Cristina Santos

O PMDB de Mato Grosso do Sul entregou na manhã deste sábado (12) à Executiva Nacional da legenda, documento em que pede saída imediata do partido da base de sustentação do governo federal no Congresso Nacional.

Também pediu a entrega de todos os cargos ocupados no Executivo, bem como independência nas votações no Senado e na Câmara.

A carta teve apoio unânime dos membros da executiva estadual, como do ex-governador André Puccinelli, da senadora Simone Tebet, dos deputados estaduais Junior Mochi, Renato Câmara, Eduardo Rocha e Antonieta, além da vereadora Carla Stephaninni.

Neste sábado acontece, em Brasília, a convenção nacional do partido. A direção nacional avalia se o rompimento será imediato ou num prazo de 30 dias.

O PMDB ocupa atualmente sete ministérios, além de possuir dirigentes em vários órgãos públicos e estatais. 

Deixe seu Comentário