Rádios On-line
11565

PT pode pedir expulsão de senador e de vereadores eleitos

Expulsão deve se ao fato de alguns petistas terem apoiado a candidatura de Márcia e não de Guerreiro

11 OUT 2012 - 15h:28Por Danilo Fiuza

O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) pretende pedir a expulsão do senador Delcídio do Amaral, dos vereadores eleitos Gilmar Garcia Tosta e Idevaldo Claudino, assim como de outros filiados, entre eles, alguns que saíram candidatos a vereador e que não apoiaram a candidatura do prefeito Ângelo Guerreiro (PSD), que tinha como vice o petista, João Juvenis.

Em entrevista ao programa RCN Notícias da Rádio Cultura FM (106,5 Mhz), o presidente do diretório municipal do PT de Três Lagoas, Nivaldo dos Reis, disse que foi procurado por dezenas de filiados, os quais solicitaram que providências sejam tomadas em relação a postura desses petistas. Nivaldo informou que irá elaborar um documento pedindo à comissão de ética do PT advertência, ou até expulsão dos petistas que apoiaram a candidatura da prefeita reeleita Márcia Moura (PMDB), e não a de Guerreiro.

O pedido de advertência e de expulsão, de acordo com Reis, será baseado no artigo 140 do Estatuto do PT, o qual diz que o candidato deve estar previamente de acordo com as normas e resoluções do partido, em relação à campanha, assim como ao exercício do mandato. “O PT tem que dar um basta nisso. O Gilmar fez campanha abertamente para a Márcia. Não é a primeira vez que o senador Delcídio nos trai. Vou assinar o pedido de expulsão do senador. Não dá, o cara é do PT e faz campanha para o PMDB”, desabafou Nivaldo.

NOMES
Além do senador Delcídio, e dos vereadores eleitos Idevaldo e Gilmar, o pedido de advertência ou até expulsão, será feito também contra os petistas: Janivaldo Bernardes, Anésio Anselmo, Elaine de Sá Costa e Ronaldo, assim como de outros integrantes do diretório, os quais não foram citados por Nivaldo. Essas pessoas, apoiaram o PMDB nas eleições deste ano.

De acordo com o presidente do PT, ganhar ou perder uma eleição faz parte, porém traição não. “Quem traiu não pode reclamar de traição lá na frente”. Ao avaliar a participação do PT no processo eleitoral deste ano, Nivaldo comentou que a avaliação é muito dura. “Primeiro começou com a traição do senador Delcídio que havia declarado apoio a Guerreiro no ano passado e depois com a de outros companheiros que traíram o PT”, frisou.

Para o presidente do PT, se não tivesse ocorrido essa traição, e o senador Delcídio e os demais filiados tivessem abraçado a campanha de Ângelo Guerreiro, certamente ele teria sido eleito prefeito. “Mesmo assim, com toda dificuldade fizemos uma campanha alegre, bonita e o Ângelo teve 45% dos votos”, destacou.

DINHEIRO
Ainda durante entrevista ao RCN Notícias, Reis revelou que o PMDB ofereceu uma quantia absurda para ele apoiar a candidatura da Márcia. “Tenho essa proposta a sete chaves. Se fosse por dinheiro, tinha ido, porque uma proposta como aquela nunca tinha recebido. Me ofereceram mais dinheiro do que para os vereadores, mas não aceitei porque quando a gente dá a palavra a uma pessoa a gente cumpre, independe se for ganhar ou perder, isso faz parte do jogo”, revelou.

O Presidente do PT comentou ainda que o partido não elegeu mais vereadores porque o PMDB mapeou alguns candidatos petistas para evitar que eles fossem eleitos. “Porque se elegesse uma professora Yara, um Modesto, saberiam que eles seriam oposição. Agora, como que o Gilmar fala em não ser oposição se o partido decidir, se ele apoiou e pediu voto abertamente para a Márcia e o Idevaldo  fazendo a mesma coisa. Vão ter que explicar no PT”, disparou.

CARGOS
Ainda de acordo com o presidente do PT, alguns petistas que fazem parte do grupo que apoiou o PMDB e não se elegeram já estão “doidos” em busca de cargos na próxima administração municipal. “ Podem assumir, mas por favor saiam do PT”, declarou.

À respeito da declaração do vereador eleito, Gilmar Garcia Tosta, em querer fazer parte da base de sustentação ao PMDB na Câmara, disse que a prefeita não precisa do apoio do PT, já que tem maioria para governar. “Eles precisavam de apoia na campanha para eleger a Márcia e arrebentar o Guerreiro, agora não precisam mais. Agora, falar em amiga, sendo que lá atrás criticava. Tem que parar com isso, não existe amizade”, desabafou Nivaldo, diante do comentário de Gilmar, o qual disse que a tem amizade com a Márcia e que pretende fazer parte bancada governista em 2013.

Entretanto, o presidente do partido já adiantou que o posicionamento do PT será de oposição ao Executivo. Ele deixou claro que o mandato pertence ao partido. E, se os dois vereadores eleitos não adotarem essa postura, o PT irá pedir o mandato deles. “Ou vão fazer o que o PT manda, ou vamos pedir o mandato desses companheiros. Tem que ter o respeito pelo partido”, frisou.

AVALIAÇÃO
Nivaldo adiantou que essa situação, a postura de alguns militantes do partido durante a campanha, será levada à discussão na reunião do diretório municipal do PT que será realizada nos próximos dias para avaliar o processo eleitoral.  O mesmo ocorrerá durante a reunião do diretório estadual.

O presidente do PT ressaltou que não será difícil comprovar a traição desses petistas em relação ao apoio a candidatura de Márcia Moura. “Caberá à comissão de ética do PT fazer essa avaliação e não será difícil, já que existem documentos, fotografias que comprovam isso, e depois encaminhar para a decisão d o partido dos trabalhadores

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13