Rádios On-line
8503
Prefeitura PROREME 10 a 3011

Reforma tributária não atende interesses do Estado

O projeto prevê um período de transição, que vai de 2011 a 2020

28 NOV 2008 - 07h:20Por Redação

O senador Delcídio do Amaral (PT) demonstrou ontem (26) descontentamento com o projeto de Reforma Tributária que pode derrubar a arrecadação de Mato Grosso do Sul. O projeto prevê mudança de critérios para a cobrança do ICMS, como é o caso do imposto que incide sobre o gás natural importado da Bolívia.
“A reforma tributária, do jeito que está, não interessa a Mato Grosso do Sul. Ela não atende ao esforço que temos feito para equilibrar as nossas finanças, e certamente trará problemas não só para custeio da máquina pública, como também para os investimentos de que o estado precisa para o seu desenvolvimento econômico e social. O projeto prevê um período de transição, que vai de 2011 a 2020, no qual vamos perder R$ 1 bilhão ano a ano, já em 2011. E a partir de 2020 a situação piora ainda mais, porque o prejuízo previsto é de mais de R$ 2 bilhões/ano. Isso é inadmissível”, frisou o senador, logo após participar da audiência pública promovida pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.
Delcídio disse que a classe política de Mato Grosso do Sul vai se unir para mostrar aos parlamentares de outros estados que o projeto em tramitação na Câmara não pode ser aprovado sem antes sofrer modificações que resguardem os interesses sul-mato-grossenses.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864