Rádios On-line
NOVA GESTÃO

Transparência e economia são prioridades do novo secretário de Finanças

Cassiano Maia diz que é necessário um processo de economia na prefeitura

25 FEV 2017 - 09h:49Por Ana Cristina Santos

O novo secretário de Finanças, Receita e Controle da Prefeitura de Três Lagoas, Cassiano Maia, disse que, apesar da cidade ter uma arrecadação considerável, se comparado a outros municípios, os recursos são bem comprometidos com o custeio de várias estruturas, além de algumas verbas serem carimbadas.

Por esse motivo, disse que é preciso entrar fundo em um processo de economia para sobrar dinheiro para fazer os investimentos necessários. “Os recursos são muito comprometidos, a margem é pequena, por isso vamos entrar fundo em um processo de economia para que consigamos reverter e pagar as contas que nos tiram muito, em termos de juros. Precisamos ter um ganho de capital para aplicarmos nos setores necessários”, destacou.

Maia disse que os empenhos financeiros precisam ser analisados para viabilizar uma redução de custo.  Adiantou que todos os contratos com a prefeitura serão analisados para verificar se estão regulares, se pode haver uma interrupção e iniciar novos processos licitatórios, uma vez que houve alteração em preços. Citou como exemplo, que o valor dos aluguéis em Três Lagoas, há três anos, era um, atualmente é menor. “Não quer dizer que temos que praticar os mesmos valores praticados no passado. A minha grande preocupação é angariar recursos para que o prefeito consiga trabalhar e fazer suas ideias” adiantou.

 O secretário de Finanças descartou, nesse momento, uma reforma administrativa, como vem ocorrendo em vários governos, a exemplo, no estadual, com a demissão de mil funcionários e a redução de secretarias.

TRANSPARÊNCIA
Até a semana passada, Cassiano Maia era o secretário de Saúde. No início desta semana, assumiu a Secretaria de Finanças, com a saída do advogado, José Pereira. Maia disse que já vinha fazendo um trabalho em parceria com a Secretaria de Finanças no que se refere ao Fundo Municipal de Saúde. Destacou que é importante um trabalho em conjunto com entre as secretarias.

Apesar de atuar na área de medicina há 20 anos, disse que tem experiência na área empresarial, onde mantém na cidade uma empresa consolidada. Mas, além disso, disse que montou uma equipe capacitada e com conhecimento técnico para auxiliá-lo na Secretaria de Finanças. “Não vamos permitir que nada de irregular seja feito. Essa é uma das nossas maiores preocupações. Queremos manter a lisura nos procedimentos, manter o portal da transparência e o afastamento total da corrupção. Entendemos que, se isso for feito, vamos ter dinheiro para aplicar na saúde, na educação e outras áreas”, frisou.

Em relação à folha de pagamento, Cassiano disse que é grande, mas está dentro do limite constitucional e considera com uma margem tranquila do limite máximo previsto para se gatar com o funcionalismo. “É uma folha de pagamento segura. O limite prudencial [da receita total] é de 51%, e o emergencial ,de 54%. Hoje, estamos trabalhando com 42%”, disse o secretário.

Deixe seu Comentário