Rádios On-line
8347
SEBRAE SEMANA DE CRÉDITO
POLÍTICA

Três-lagoenses querem aumentar representatividade na Assembleia

Cinco líderes políticos de Três Lagoas podem disputar uma vaga de deputado estadual nas eleições de 2018

5 AGO 2017 - 12h:00Por Ana Cristina Santos

Pelo menos cinco lideranças de Três Lagoas podem concorrer uma vaga na Assembleia Legislativa nas eleições de 2018.  Até agora, cinco deles são cogitados para sair candidatos a deputado estadual por Três Lagoas.

Os nomes que podem disputar uma vaga no pleito do ano que vem são: do presidente da Câmara Municipal, André Bitencourt (PSDB), do vereador Marcus Bazé (DEM), dos ex-vereadores Jorge Martinho (PSD) e Idevaldo Claudino (PMDB), do médico Issam Fares Junior (PMDB).

O único representante de Três Lagoas na Assembleia Legislativa, Eduardo Rocha (PMDB), deve sair candidato a deputado federal.  O auditor fiscal da Receita Estadual, Fabrício Venturoli (PROS), também pode concorrer uma vaga para Câmara Federal, assim como o vice-prefeito de Três Lagoas, Paulo Salomão (PSDB).

REPRESENTATIVIDADE

O prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) defende que a cidade tenha mais representatividade na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal. De acordo com Guerreiro, no Congresso tem a senadora Simone Tebet (PMDB), que tem de olhar para os 79 municípios.

Ainda de acordo com o prefeito, infelizmente alguns políticos só lembram da cidade em período eleitoral. Depois disso, esquecem a cidade e não ajudam com a destinação de recursos de emendas parlamentares.
Por esse motivo, entende que Três Lagoas precisa aumentar sua representatividade política, em especial, na Câmara Federal.  Guerreiro entende que a cidade precisa eleger, pelo menos, um deputado federal.

Segundo Guerreiro, os valores de emendas apresentadas pelos deputados estaduais são pequenos. Cada parlamentar tem direito a R$ 1,5 milhão. Já os deputados federais, por meio da bancada, conseguem um montante maior.

“Alguns parlamentares falam: Eu vou arrumar, eu vou arrumar, e só fica nisso. Então, podemos dizer que, somos carentes. O olhar do político para Três Lagoas deixa a desejar. Alguns têm um bom olhar no período eleitoral. Portanto, temos que cobrar dos parlamentares que não é apenas no período eleitoral que têm que lembrar da cidade, pois o município precisa de recursos federais”, destacou. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6651