Rádios On-line
EXTRAORDINÁRIA

Vereadores aprovam criação de cargo para abrigo de crianças

O prefeito Ronaldo destacou que a princípio serão contratadas oito pessoas, podendo alterar até doze

30 JAN 2017 - 17h:02Por Talita Matsushita

A primeira reunião dos vereadores de Paranaíba ocorreu na manhã desta segunda-feira (30) para aprovação da criação do cargo de cuidadora, para trabalhar na Casa Abrigo, de Paranaíba. De forma unânime os dez vereadores presentes na sessão extraordinária aprovaram o projeto enviado pelo prefeito Ronaldo Miziara em caráter de urgência.

“Já começamos bem, dando apoio ao Executivo. Essa instituição é de grande importância, mas faltava esta Lei para regularizar a contratação destes cuidadores”, disse o presidente da Câmara, Nelo José da Silva (Missionário Nelo-PSDB).

O prefeito Ronaldo Miziara esteve presente na reunião para apresentar o projeto e também explicar a necessidade da aprovação, já que o cargo exige dedicação exclusiva, sendo que os funcionários contratados trabalharão no regime de 12 horas trabalhadas por 36 horas de descanso.

“O prefeito fez questão de estar presente e veio até o Legislativo para falar com os vereadores da necessidade deste projeto e eu entendo que isso é de uma importância muito grande para o bom andamento da administração pública”, disse.

Renata Rios, secretária de Governo, também participou da reunião e esclareceu que a Casa Abrigo “Pâmela da Silva” tem uma peculiaridade, pois é um órgão municipal que funciona 24 horas, e todos os dias. “É o lar das crianças que estão em situação de risco, elas vivem lá. No nosso quadro hoje não temos um cargo que atenda esta especifidade. Por isso criamos este cargo que trabalha 12 horas e folga 36”, esclareceu.

A secretária ainda destacou que o funcionário concursado para trabalhar por oito horas não aceita este regime de trabalho, e fica numa situação irregular. Atualmente são atendidas sete crianças e adolescentes, mas, a capacidade é para 20.

O prefeito Ronaldo destacou que a princípio serão contratadas oito pessoas, podendo alterar até doze, dependendo do número de crianças abrigadas.

“Sempre vou apresentar todos os projetos para os vereadores, acompanhado do secretário da pasta referente, para prestar esclarecimentos e dar explicações com relação ao assunto que será votado. Foi um combinado com os vereadores e é uma forma de respeito dos dois poderes”, afirmou.

Não participaram na sessão os vereadores Edmar Pires Junior (Dolar - PPS), Paulo Henrique Cançado Soares (PDT) e Ailson de Freitas (Binga - PDT).

A primeira sessão ordinária da Câmara está marcada para a próxima segunda-feira (6) às 19h na Câmara Municipal.

Os vereadores não receberão pela sessão extraordinária desta segunda-feira, conforme o presidente Missionário Nelo.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13