Rádios On-line

Câmara de Água Clara aprova contratação de professores

Vereadores aprovam também democratização na disputa de cargos de diretor

26 JAN 2013 - 08h:27Por Divulgação

O projeto que o prefeito de Água Clara, Silas José (PSDB), retiraria de pauta acabou sendo votado em sessão extraordinária pela Câmara Municipal. Por maioria, a Câmara aprovou a contratação de professores por prazo de até 12 meses, sem a necessidade de processo seletivo, para suprir o déficit de pessoal na rede municipal de ensino.

A parte mais polêmica do projeto, no entanto, é a que trata da democratização da disputa dos cargos de diretor e diretor ajunto de escola municipal. 

Para o vereador Marcelo Batista de Araújo (PSC), o cargo, que até então era privativo de professores lotados na rede municipal, deveria continuar restrito, por ter sido uma “conquista” da categoria. Pelo projeto, professores das redes federal e estadual também poderão ser nomeados na direção de escolas municipais.

“Sou contra porque essa Lei altera e revoga direitos que já estavam garantidos aos professores do município”, disse Marcelo Batista, para quem o processo seletivo, exigindo-se a habilitação do professor, era uma garantia para a qualidade do ensino na rede municipal. 

ANO LETIVO 
A vereadora Jurema Nogueira de Matos (PR) disse que votou a favor da contratação sem concurso porque o processo seletivo poderia retardar o ano letivo. Mas recomendou que a Prefeitura inicie já estudos para estabelecer o número de servidores que o município precisa, principalmente em áreas essenciais como educação e saúde, e realizar concurso público. O presidente da Câmara, Alfredo Alexandrino dos Santos Júnior (PSC), também se manifestou contra o projeto do Executivo. “Não há desculpas para erros”, disse.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13