Rádios On-line

Cassilândia decreta recesso e dá férias a servidores

Serviços essenciais em repartições públicas de Cassilândia funcionam até 6 de janeiro com escalas em regime de plantão

4 DEZ 2012 - 07h:48Por Divulgação

O prefeito de Cassilândia, Caros Augusto dos Santos (DEM), decretou recesso administrativo durante todo o mês de dezembro. Além disso, mandou dar férias coletivas a todos os servidores, justificando que a administração precisa cortar gastos com o custeio da máquina para poder fechar as contas. Como o prefeito foi reeleito, não há transferência de informações, apenas a comissão de transmissão formal de acordo com as normas legais.

O recesso não fechou totalmente as portas das repartições públicas municipais, órgãos da administração e secretarias, que mantêm número reduzido de funcionários trabalhando em regime de escala. As férias coletivas começaram ontem e vão até o dia 22. No dia 24 (segunda-feira), véspera de Natal, começa o recesso, que termina no dia 4 de janeiro.
O Jornal do Povo tentou obter informações sobre o funcionamento dos serviços que não podem ser paralisados, mas os telefones da Prefeitura estão programados com a mensagem de que “todas as posições estão ocupadas, tente novamente”. O JP fez cinco tentativas para o gabinete do prefeito.
Extraoficialmente, o JP apurou que os postos de saúde (PSFs) estão com número de servidores reduzidos à metade. Até o dia 22, os postos vão se alternar. Na primeira semana, abrem quatro unidades e, na semana seguinte, outros quatro postos. As creches
funcionam normalmente até o dia 21 de dezembro. Fecham no recesso de 22 a 31 de dezembro e entram em férias coletivas de 02 a 31 de janeiro, reabrindo apenas em 1º de fevereiro.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13