Rádios On-line
11338

Funasa libera verba para esgoto em Aparecida do Taboado

Cidade também terá recursos para educação ambiental, diz prefeito eleito

29 OUT 2012 - 07h:44Por Redação

A Superintendência Estadual da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) vai liberar nas próximas semanas R$ 1.506.544,50 referentes à primeira parcela de um total de R$ 5,021,814,66, para obras de esgoto em Aparecida do Taboado. O superintendente estadual, Pedro Teruel, que ontem recebeu o prefeito eleito Robinho Almeida (PR), disse ao RCN Notícias da Cultura FM 105,5Mhz, que até novembro o dinheiro estará depositado na conta da Prefeitura.

Aparecida do Taboado terá, também, recursos para educação ambiental. Robinho Almeida tratou do assunto com Teruel e obteve compromisso do prefeito André Ferreira (PMDB) de que o município vai se habilitar aos recursos. O prazo para cadastramento vai até este domingo à noite. Os recursos vão de R$ 100 aR$ 150 mil.

Segundo Pedro Teruel, a liberação do dinheiro para início do processo licitatório e das obras de esgoto depende apenas de alguns ajustes nas planilhas de custos do projeto, que precisam estar acordo com normas do Governo Federal. Ele explicou que antes se iniciavam as obras e o governo demorava a liberar o dinheiro, elevando os custos. Agora, mediante uma tabela, o orçamento é antecipado.

Robinho Almeida afirmou que se reuniu com o presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, para acelerar os procedimentos e garantir a liberação do dinheiro da Funasa, que faz parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2).

PREVENÇÃO

“Eu sempre disse da necessidade de Aparecida do Taboado realizar obras de esgoto, dentro do entendimento de que cada R$ 1 investido em saneamento básico significa economia de R$ 5 no tratamento de doenças”, disse o prefeito eleito, lembrando que o problema afeta vários bairros de Aparecida do Taboado, especialmente o São Jerônimo, onde esgoto corre a céu aberto. Na cidade, há problemas na perfuração de fossas, tendo em vista o lençol freático, que jorra água com um metro de profundidade.

O superintendente da Funasa também destaca a importância do saneamento básico para a saúde preventiva.

“A campanha de educação ambiental é para que a população seja agente de colaboração, pois a falta de saneamento traz doenças, como a população pode se comportar diante do acúmulo de resíduos sólidos no quintal. Sabemos do incômodo que é rasgar as ruas para implantar a rede de esgoto, mas é fundamental para saúde. Nós cuidados da saúde, da prevenção, da causa, para evitar a dor e o preço da doença, que é tratada no hospital”, disse Teruel.
 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13