Rádios On-line

Grupo nordestino instalará usina de álcool em Paranaíba

Grupo que controla Usina Coruripe prevê instalação de destilaria em um ano e meio

20 ABR 2013 - 11h:23Por Redação

A Usina Coruripe, que tem matriz em Alagoas e quatro filiais em Minas Gerais (Iturama, Campo Florido, Limeira do Oeste e Carneirinho), anunciou interesse em instalar uma unidade em Paranaíba. O projeto estava “maturando” há pelo menos dois anos e ontem, em Campo Grande, executivos do Grupo Tércyo Wanderley reuniram-se com o governador André Puccinelli para reafirmar o interesse em operar em Mato Grosso do Sul.

A audiência com Puccinelli, segundo o presidente do grupo, Jucelino Souza, foi um passo importante para avançar no projeto da usina de açúcar e etanol. “Estamos negociando há dois anos e a escolha da cidade é em função da proximidade com outras unidades do grupo localizadas em Minas Gerais, na região de Iturama. Isso dá mais produtividade e eficiência logística”, disse.

Para o empresário, a logística e o valor agronômico das terras, além dos incentivos fiscais, são atrativos aos investimentos. “O Estado tem incentivado a implantação de unidades do setor sucroalcooleiro e, agora, estamos negociando um pacote de incentivos necessários para atrair o empresário para cá e para o desenvolvimento dessa atividade”, ressaltou.

COMPROMISSO
Jucelino Sousa disse que logo serão assinados os termos de compromisso com o governo do Estado. “Estamos com projeto técnico pronto e vamos começar nas próximas semanas a parte de licenciamento ambiental e outras licenças. Tão logo isso esteja pronto, em um ano e meio nós já devemos implantar a unidade”, disse.

A expectativa em Mato Grosso do Sul é de moer 2,1 milhões de toneladas. A mão de obra será local e os fornecedores serão do próprio Estado. “Temos uma sistemática de trabalho a partir da qual incentivamos que fornecedores do Estado produzam. Não temos produção própria em grande parte das nossas usinas, portanto, esse é um veículo importante para o desenvolvimento da região”, justificou. 

Nos quatro polos de produção em Minas, são fabricados 20 milhões de sacos de açúcar e 500 milhões de litros de álcool. Há infraestrutura para estocar 9,2 milhões de sacos de açúcar e 203 milhões de litros de álcool.

A Usina Coruripe gera cerca de 7.000 empregos diretos e 35.000 indiretos, possui programas voltados à comunidade nas áreas de saúde, educação, habitação e aposentadoria, e é detentora dos mais importantes prêmios e certificações na área ambiental.

A safra 2013/2014 das filiais mineiras teve início no dia 15 de abril. “Somente neste ano, investiremos R$ 172 milhões nas áreas agrícola e industrial, ao mesmo tempo em que otimizaremos a nossa metodologia operacional buscando mais produtividade e custos mais enxutos, ou seja, vamos realinhar os processos para produzir mais gastando menos. Com os investimentos já realizados e as inversões a serem feitas neste ano, atingiremos na safra 13/14 a nossa capacidade máxima de moagem”, disse o diretor-presidente do Grupo.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13