Rádios On-line

Paranaíba sedia primeiro Fórum de Educação do Bolsão

Fórum Intermunicipal engloba Paranaíba e Inocência e pode integrar Aparecida do Taboado

29 NOV 2012 - 07h:40Por Divulgação

Cumprindo etapa de preparação à 2ª Conferência Nacional de Educação (CONAF), que será realizada em 2014 (CONAF) realizada em 2010, Paranaíba criou o Fórum Intermunicipal de Educação, que engloba também o município de Inocência, com a perspectiva de integrar, também, Aparecida do Taboado.

O organismo, aberto à comunidade, será a caixa de ressonância das principais reivindicações e demandas do ensino e vai moderar a discussão nacional em torno dos principais problemas educacionais do país, como a contribuição dada pela 1ª CONAF, em 2010, para elaboração do Plano Nacional de Educação (PNE). Para 2014, o tema central da conferência será "O PNE na articulação do Sistema Nacional de Educação: Participação Popular, Cooperação Federativa e Regime de Colaboração".

O Fórum Intermunicipal foi criado na última segunda-feira com apoio da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto de Paranaíba, que ajudou na convocação da reunião ampliada para sensibilização e oficialização do organismo. O evento foi realizado no auditório das FIPAR (Faculdades Integradas de Paranaíba), com a participação da Secretaria de Educação de Inocência. É importante, segundo o prefeito José Garcia de Freitas (Zé Braquiara), que que os diferentes segmentos da sociedade estejam organizados e preocupados com a qualidade do ensino.

Para a professora Maria de Fátima Dutra Romano, representante da Secretaria de Educação, , embora não haja o vínculo administrativo da prefeitura, o fórum passa a ser um instrumento importante para subsidiar políticas públicas locais voltadas ao ensino, principalmente pelo fato de a educação ser uma área prioritária. “A partir de agora o Fórum exercerá sua autonomia que lhe é de direito”, disse.

O professor Douglas Gonçalves da Silva, coordenador geral da comissão provisória para a realização da reunião, ressaltou a importância da oficialização do Fórum para as cidades do Bolsão. Segundo ele, o Fórum propicia reflexão acerca da educação, em todos os níveis e modalidades, desde problemas do cotidiano nas escolas até críticas de políticas públicas.

“Propostas deliberativas poderão ser produzidas no Fórum e encaminhadas aos órgãos responsáveis, com o objetivo de contribuir qualitativamente para a educação”, disse em sua explanação sobre o papel e funcionamento do processo.

ESTADO

A criação do fórum é uma iniciativa interinstitucional em nível de Estado, não se constituindo em organismo de governo, segundo a professora Ângela Catonio, coordenadora adjunta do Fórum Estadual de Educação (FEEM). “Nós somos o estado, as pessoas de uma forma geral, que tem proximidade com as questões da educação, juntas, podem fazer a diferença, e o Fórum tem essa característica principal, a de tornar concreta e considerável a voz da população”, disse.

No Fórum foram eleitos o coordenador geral (Eronides Souza Costa, Escola Major/Paranaíba), a coordenadora adjunta (Gilsa Alves Queiroz, Secretaria de Educação de Inocência) e o secretário executivo (Douglas Gonçalves da Silva, Secretaria de Educação de Paranaíba).

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13