Rádios On-line

Pastagem degradada é tema de Dia de Campo em Inocência

Programa Mais Inovação do Senar qualifica pecuaristas em Inocência

1 MAR 2013 - 07h:58Por Redação

O Sindicato Rural de Inocência promove, neste sábado, na propriedade do produtor Walquir Ribeiro, um Dia de Campo sobre recuperação de pastagem degradada e como conseguir produtividade. O Dia de Campo faz parte do Programa Mais Inovação, que busca capacitar e levar assistência técnica aos produtores.

A ideia, segundo o presidente do Sindicato, Huguimar Junqueira de Paula, é consolidar o plano piloto que orienta produtores de outros municípios sobre recuperação de pastagens e manejo, com o objetivo de assegurar maior rentabilidade no setor.

Além de orientações sobre “Mais Inovação em Pastagem”, o Dia de Campo terá palestras de representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco do Brasil (BB) sobre as linhas de crédito para a pecuária. 

O programa piloto já está em andamento em 31 propriedades rurais dos municípios de Inocência e Aparecida do Taboado. O objetivo é, até o fim deste ano, atender a um total de 210 propriedades em todo o Estado.

“O Mais Inovação busca desenvolver consultorias para fazer um levantamento de cada área de produção de uma propriedade, para diagnosticar possíveis brechas no sistema de produção. Dessa forma, o consultor pode sugerir, por meio de um plano de negócios, alternativas para investir na sua região e transformar a propriedade em um negócio rentável”, informa o Senar.

De acordo com o Senar, o projeto foi feito para suprir a carência que o setor tem em assistência técnica, ajudando o produtor rural a visualizar a sua propriedade como uma empresa, aprender a geri-la de forma adequada para aumentar a sua produção e gerar lucro.

As áreas de pastagem são as que mais passam por reformas. Segundo o presidente do Sindicato Rural de Inocência, os produtores são orientados da melhor forma de conduzir a atividade, renovação de pastagem e até integração silvipastoril, de acordo com a necessidade do produtor.

O programa prevê o acompanhamento das propriedades inscritas por 12 meses. Dentro desse prazo, são oferecidas palestras, estudos estratégicos, consultorias e acompanhamento de resultados. 

FLORESTAS
No ano passado, os produtores de Inocência e Aparecida do Taboado receberam informações sobre a silvicultura. Em Inocência, no mês de novembro, foi promovido o “2º Seminário Plantar Florestas é um Bom Negócio! Eucalipto e Seringueira”.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Inocência, Huguimar Junqueira de Paula, o município, que já conta com alguns produtores, está despertando o interesse de reflorestadores, principalmente pela proximidade com Três Lagoas.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13