Rádios On-line

PM do Bolsão ?aposenta? o 38 e adota pistola ponto 40

Policiais de Chapadão do Sul recebem treinamento com arma mais potente

29 NOV 2012 - 07h:17Por Chapadense News

Policiais militares de Chapadão do Sul participam, desde segunda-feira, de intenso treinamento para utilização de arma mais potente nas atividades operacionais.

O treinamento está sendo dado por oficiais do 13º BPM (Batalhão da Polícia Militar) de Paranaíba e faz parte do plano de substituição dos antigos “treisoitão” (revólver calibre 38) que por muitos anos integraram o arsenal da PM, pelas pistolas “ponto 40”.

A substituição do armamento começou em 2004. As primeiras pistolas ponto 40 foram compradas pelo governo do Estado para uso dos oficiais superiores e aos poucos elas foram substituindo os antigos revólveres usados por soldados, graduados e oficiais.

Hoje praticamente todos os policiais militares fazem uso da pistola, arma de uso restrito dos órgãos de segurança pública no País.

A pistola ponto 40 foi desenvolvida para a Polícia Federal dos Estados Unidos e se tornou a principal arma das polícias brasileiras, A primeira força de segurança pública a utilizar o armamento no Brasil foi a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em 1998, aposentado seus revólveres calibre 38 e suas antigas pistolas 380, substituindo-os pela pistola ponto 40, que foi lançada comercialmente em 1990.

TREINAMENTO

Em Chapadão do Sul os policiais receberão treinamento em estande de tiro na cascalheira da Fazenda Padrão. Eles atiraram em alvos de 10 e 15 metros de distância e em movimento.

O treinamento da PM de Mato Grosso do Sul adota o “método Giraldi”, numa alusão à tese do coronel Nilson Giraldi , que defende o “tiro defensivo na preservação da vida”.

Por ser uma arma potente, o uso da pistola tem que ser precedido de treinamento. A técnica é recomendada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública e passou a ser adotada em 1998 depois que o modelo copiado das Foras Armadas se revelou ineficaz por ser incompatível com a realidade das ruas. O treinamento orienta o PM a só disparar no momento oportuno e para acertar em apenas um alvo, no caso o bandido, evitando a morte de pessoas por balas perdidas. A filosofia é é aplicada com base na simulação de situações de risco e uso racional da arma de fogo.

Além de mais potente, a pistola ponto 40 comporta maior número de munições. Ao invés de seis tiros, a arma dispara até 15 seguidamente. Um dado que está preocupando, no entanto, é a chegada dessa arma nas mãos de bandidos, fato já constatado nos grandes centros, levantando a suspeita de que já estaria ocorrendo o desvio do novo armamento das polícias.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13