Rádios On-line
8938
TVC

PMA interdita fazenda e multa pecuarista por alimentar gado com ?cama de frango?

3 AGO 2012 - 08h:42Por Redação

 A Polícia Militar Ambiental (PMA) multou, em Aparecida do Taboado, um produtor por alimentar gado com resíduos de avicultura, conhecidos como “cama de frango”. A PMA foi acionada após denúncias de “maus-tratos”. Aproximadamente 107 animais, entre bois, vacas e bezerros, estariam sendo maltratados ao serem deixados sem alimentação.

Ao apurar as denúncias, a PMA confirmou que na região da “Estrada da Lagoinha”, um proprietário rural estava alimentando o gado com cama de frango. A ingestão de resíduos de avicultura pode causar o botulismo, uma intoxicação por bactérias.

Além de riscos ao próprio animal, esse tipo de alimentação implica um perigo à saúde humana. Os resíduos contêm, além da excreta das aves, o material absorvente usado como cama e, em menor quantidade, outros materiais como ração das aves, penas e material do piso do aviário. O material absorvente varia de serragem de madeira à casca de arroz, de amendoim e sabugo picado.

A PMA confirmou à Cultura FM 105,5, por meio de entrevista de integrante da equipe responsável pela apuração das denúncias, que a situação pode ser enquadrada também como “maus-tratos a animais domésticos”.

Do ponto de vista sanitário, a cama de frango, usada como alimentação, infringe a Lei Estadual nº 3.823, de 21 de dezembro de 2009. Por essa infração, a PMA foi obrigada a interditar a fazenda. Os animais também estão sob interdição. O proprietário, multado em R$ 107 mil, ainda pode recorrer.

Deixe seu Comentário

JORNAL DO POVO MOBILE

TVC Canal 13

JORNAL DO POVO