Rádios On-line

Projetos preveem investimentos de R$ 34,7 milhões em Bataguassu

Prefeito prioriza planejamento e cadastra 18 projetos em todas as áreas da administração

27 ABR 2013 - 08h:11Por Redação

 O prefeito de Bataguassu, Pedro Caravina (PSDB), anunciou “guarda-chuva” de 18 projetos básicos para captação e alocação de R$ 34.759.981,21 para investimentos em obras de infraestrutura, saúde, educação, cultura, turismo, meio ambiente e desenvolvimento econômico. Os projetos, segundo ele, foram elaborados em 113 dias de administração, o que dá uma média de seis projetos por mês.  “O Departamento de Projetos é uma de nossas prioridades”, diz Caravina.

De acordo com o prefeito, o planejamento é importante para assegurar prazos e não perder tempo nas oportunidades de captação de recursos públicos. O leque de projetos se estende também às áreas de cultura, esporte, lazer, fomento à agropecuária, comércio e indústria. “Com a escassez de recursos, é fundamental elaborar bons projetos”, diz Caravina. Para o prefeito, apesar das dificuldades, os bons projetos podem garantir obras que “melhoram a qualidade de vida das pessoas que moram nos municípios e dependem de seu desenvolvimento para a geração de empregos e renda, principalmente para os jovens, que muitas vezes deixam suas cidades em busca de oportunidade nos grandes centros”. 

PROJETOS
Entre os projetos elaborados nos últimos três meses e 13 dias, 10 foram cadastrados diretamente no Sistema de Convênios do governo federal – SICONV, para se habilitarem às emendas parlamentares de caráter público e a propostas voluntárias. “Estamos apenas começando e nos preparando para as demandas que ainda serão lançadas ainda em 2.013”. 

No período de 2005 a 2012, a gestão anterior cadastrou no Sistema de Convênios SICON aproximadamente 51 propostas (uma média de 6,3 projetos por ano), as quais somaram um montante de R$ 24.458.218,52. Efetivamente aprovadas, foram 11 propostas, as quais somam o montante de R$ 6.879.465,19. 

“Temos que ter muita paciência. O Poder Público não é igual à casa da gente e nem a uma empresa privada, pois temos obrigações legais para cumprir que são específicas da gestão pública. Por isso, os resultados que todos almejamos demoram mais para acontecer, mas vamos chegar juntos. Não tenho dúvidas disso”, afirma Caravina.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13