Rádios On-line

Puccinelli diz a Robinho que incentivos estão garantidos este ano

Prefeito diz que incentivos fiscais são fundamentais para industrialização em Aparecida do Taboado

22 JAN 2013 - 09h:40Por Divulgação

Os incentivos fiscais do Estado para instalação ou ampliação de indústrias estão garantidos pelo menos até dezembro deste ano, prazo que o Governo Federal prevê para acabar com a guerra fiscal. Segundo o prefeito de Aparecida do Taboado, Robinho Almeida (PR), em conversa com o governador e a secretária de Produção, Tereza Cristina Corrêa da Costa, foi informado que não há nenhuma possibilidade de o Estado revogar incentivos projetados até o fim deste ano, inclusive de empreendimentos ainda em análise  no Conselho de Desenvolvimento. Até lá, o Governo Federal não tem nenhuma medida na área tributária e qualquer decisão em nível de conselho ou mudanças na legislação, deverá respeitar o princípio da anualidade.

Segundo Robinho Almeida, o governador André Puccinelli também assegurou que o Estado, dentro do plano de infra-estrutura, segue criando condições para que a logística de transporte passe a ser também um forte componente da política industrial do Estado, considerando que muitas empresas estabelecem como critério de investimento meio de escoamento da produção. No caso de Aparecida do Taboado, a localização, na confluência dos principais centros consumidores,  exige um sistema multimodal.

“Os incentivos e benefícios fiscais que o Estado concede às empresas de serviços e indústrias para instalação de suas estruturas nos municípios, acabam trazendo melhorias para as cidades”, disse Robinho, afirmando que houve a garantia, do próprio governador, de que os incentivos serão mantidos pelo Governo Federal até o fim deste ano. 

“A redução de impostos, a facilidade de aquisição de equipamentos para as empresas, a agilidade na liberação de licenças para funcionar e as áreas que o poder público tem concedido para novas empresas são fundamentais para o fortalecimento do setor econômico e culminando na troca de impostos por mais postos de trabalho”, afirmou Robinho Almeida.

De acordo com a Seprotur, desde 2007 foram aprovados incentivos fiscais para 226 empresas que investiram cerca de R$ 29 bilhões, o que representa mais 85 mil empregos na Capital e no interior. Segundo Robinho, a reunião de sexta-feira, o governador defendeu a atração de empresas por regiões para que todas as cidades se desenvolvam e progresso do Estado se dê ordenadamente, buscando eliminar as desigualdades regionais.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13
  • Programas: