Rádios On-line

Servidores de Paranaíba ameaçam greve

Entre reivindicações dos servidores de Paranaíba estão, 10% de aumento e jornada de 6h

16 MAR 2013 - 08h:08Por Gilson Avelino/Cultura FM 106,3

Assembleia Geral realizada na quinta-feira à noite pelo Sindicato dos Profissionais da Educação Municipal de Paranaíba (Sinpemp) decidiu dar prazo até a próxima quinta-feira para o prefeito José Garcia de Freitas (Zé Braquiara-PDT) acatar ou fazer contraproposta às reivindicações do funcionalismo. Entre elas, estão o aumento de 10%, o retorno da jornada de 6h e o pagamento de adicionais de insalubridade, periculosidade e penosidade. 

O resultado da assembleia, que foi acompanhada pelo presidente da Câmara, o vereador Paulo Borges Beviláqua da Silva (Bodinho-PPS), foi anunciado nesta sexta-feira de manhã pelo presidente do Sinpemp, Antonio Marcos Ferreira da Silva, no programa RCN Notícias da Cultura FM 106,3.

Segundo o presidente do Sinpemp, aproximadamente 200 servidores que participaram da assembleia geral estavam dispostos a aprovar indicativo de greve, mas graças à intermediação do presidente da Câmara, que procurou o prefeito, foi feita uma trégua para que as reivindicações, em torno de 19, fossem avaliadas por Zé Braquiara e os secretários de Educação e Administração. 

Na próxima quinta-feira, os servidores vão decidir, através de uma votação, se aceitam ou não eventual contraproposta, mas não abrem mão dos três principais itens: o aumento de 10%,  o pagamento dos adicionais nas atividades insalubres e a redução da jornada, que desde janeiro passou a ser de 8h. Segundo Antonio Marcos, com a suspensão dos adicionais, muitos funcionários já se demitiram do serviço público.

O presidente do Sinpemp disse que a greve é o último recurso do funcionalismo e a assembleia geral de quinta-feira foi convocada com o objetivo de abrir o debate sobre as principais demandas dos servidores e não para votar indicativo de paralisação. O Sindicato quer discutir as reivindicações com o prefeito, mas lamenta que tenha enfrentado resistências ao tentar marcar reunião formal com a participação de secretários municipais.  (Com a colaboração de Gilson Avelino) 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13