Rádios On-line

Zé Carioca perde comando da Câmara de Paranaíba

Após reviravolta na eleição da Mesa, Bodinho acaba eleito presidente da Câmara

6 JAN 2013 - 11h:30Por Reprodução

O vereador José Souto Silva (Zé Carioca-PSDB) não conseguiu emplacar sua reeleição na presidência da Câmara de Paranaíba, apesar da maioria garantida uma semana antes, com a formação de bloco de cinco vereadores.

Houve reviravolta na eleição e Zé Carioca acabou sendo isolado da Mesa. Ele fez uma gestão polêmica e a concluiu sem que fosse esclarecida a legalidade e essencialidade dos gastos com diárias na legislatura passada. Os gastos foram considerados exorbitantes. 
O quinto nome que poderia garantir a recondução de Zé Carioca, Paulo Borges Bevilaqua da Silva (Bodinho-PPS), acabou vencendo a eleição.

Zé Carioca articulou a formação de um bloco com três novos vereadores e dois veteranos. O bloco era formado pelo vereador reeleito Antonio Pereira Magalhães (Marcão), do PSDB, o próprio Zé Carioca e os vereadores eleitos Adriano Aparecido Alves Caçula (Adriano Caçula – PSC), Heliomar Cangussu da Silva (Baixinho – PR) e Paulo Borges Bevilaqua da Silva (Bodinho – PPS).

Após a votação, no entanto, a Mesa diretora acabou sendo formada por Bodinho, presidente; Paulo Henrique Cançado Soares (PDT), vice-presidente; Maycol Henrique Queiroz Andrade (Maico Doido-PDT), primeiro secretário; e Jane Paula da Silva Colombo, segunda secretária. Nessa formação, ficou fortalecida a posição do prefeito José Garcia de Freitas (Zé Braquiara-PDT).

Pelo acordo inicial, Baixinho, empresário do ramo de supermercado, deveria ser o 1º vice-presidente e Marcão o 1º secretário. Baixinho foi o porta-voz do grupo no anúncio da aliança fracassada. 

O ex-presidente Zé Carioca, segundo fontes de bastidores, estaria muito desgastado com o episódio das diárias, por isso a aliança não ganhou sustentação. O Ministério Público Estadual apura os excessos e irregularidades na concessão de diárias. Até outubro do ano passado, a Câmara gastou algo em torno de R$ 1,8 milhão em diárias.

Embora pese contra Zé Carioca o chamado “escândalo das diárias”, disse não estar preocupado com as investigações do Ministério Público.
“O dinheiro da Câmara é para ser gasto com o Legislativo”. Assim José Souto Silva reagiu às críticas diante das despesas de vereadores com diárias, que chegaram a R$ 1,8 milhão entre 2009 e julho deste ano. 

A Câmara paga aos vereadores diárias de cerca de R$ 800 por deslocamentos dentro do Estado e R$ 1,7 mil por viagens interestaduais. Segundo José Souto Silva, todas as diárias pagas aos vereadores ocorreram em razão de viagens “a serviço do município. Existe uma lei com valor determinado. Não tem nada de errado, é tudo transparente, tudo certinho”, afirmou o vereador em recente entrevista à Rádio Cultura FM 106,3.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13