Rádios On-line
VÍRUS

Morador de Três Lagoas morre com suspeita de H1N1 em hospital de SP

O paciente morava no bairro Jardim Primaveril e foi transferido do Hospital Auxiliadora para o Hospital Sírio Libanês

5 MAI 2016 - 13h:00Por Kelly Martins

Um pecuarista, de 48 anos, que morava no bairro Jardim Primaveril, em Três Lagoas, morreu com suspeita de H1N1. O paciente ficou internado por 15 dias no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e morreu nesta quarta-feira (4), segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde.

Ele foi diagnosticado com o vírus influenza e realizou diversos exames. Os resultados laboratoriais não ficaram prontos e não foi confirmada que a morte foi realmente causada pela doença. Caso o laudo aponte a causa da morte, esse será o segundo caso de óbito por conta da gripe.

INTERNAÇÃO

De acordo com a secretaria, o morador apresentou os primeiros sintomas da gripe A H1N1, em 11 de abril, e foi internado no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, no dia 18.

Em 19 de abril, o paciente foi transferido para o Hospital Sírio Libanês em estado grave. Ele apresentou sintomas  de febre, tosse seca e dispneia. 

Mas, somente em 30 de abril, foi emitido o resultado do exame que diagnosticou a presença do vírus influenza no paciente. A Vigilância em Saúde, setor ligado à secretaria, ressaltou que teve o conhecimento do falecimento do paciente, nesta quarta, no Hospital Sírio Libanês.

NOTIFICAÇÕES

Sete casos suspeitos de H1N1 foram registrados, em Três Lagoas, e dois pacientes estão isolados no Hospital Auxiliadora com os sintomas da doença. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, um diagnóstico prévio apontou que os moradores podem estar com a síndrome respiratória aguda e eles devem continuar internados até o resultado final dos exames de gripe e de outras doenças.

Os pacientes foram isolados há duas semanas, conforme o órgão. As notificações ocorreram entre janeiro e esta quarta-feira (4).

Deixe seu Comentário