Rádios On-line
7739
Minha Mãe Merece

Saúde inicia combate ao mosquito da leishmaniose

Agentes de endemias de Três Lagoas deverão percorrer mais de 6,7 mil imóveis até o fim deste ano

6 SET 2012 - 08h:10Por Danilo Fiuza

 Agentes de endemias de Três Lagoas deverão percorrer mais de 6,7 mil imóveis até o fim deste ano. A iniciativa faz parte da ação de combate ao mosquito da leishmaniose, o flebótomo (mais conhecido como mosquito-palha), lançada nesta semana pela Secretaria Municipal de Saúde.


De acordo com Neide HirokoYuki da Silva, coordenadora de Vigilância em Saúde, as visitas e borrifações começarão pela região que compreende os bairros Nossa Senhora Aparecida, Santa Rita e Vila Haro. Apenas nessa etapa serão 1.697 imóveis vistoriados. O setor foi escolhido por conta da incidência da doença. “Desde 2010, nós não temos mais áreas de transmissão intensa. Essas regiões são consideradas moderadas, onde o controle químico é programado, por mês e ciclo. Esta etapa, iniciada no dia 1º de setembro, segue até dezembro”, disse.

O período escolhido para a ação tem motivo. Neide explicou que é uma preparação para o período de chuvas e calor no município. Ao todo, são sete setores, o equivalente a 6.789 imóveis a serem borrifados até o fim deste ano.

De janeiro até ontem, a Secretaria Municipal de Saúde havia notificado 39 casos suspeitos de leishmaniose no município. Desses, cinco casos foram confirmados - três pacientes do sexo masculino e duas, feminino. Os pacientes têm 2, 9, 39, 40 e 41 anos. Os casos confirmados foram registrados nos bairros Jardim Planalto, Vila Verde, Santos Dumont, Centro e Jardim das Orquídeas.

O trabalho de borrifação será feito por duas equipes compostas por seis servidores cada. Conforme informações divulgadas pelo Departamento de Endemias, os servidores estarão borrifando as áreas internas e externas das casas. 

O efeito do inseticida é de cinco meses, aproximadamente. Em nota, o coordenador de Endemias, José Carlos Santos Coelho, pediu a colaboração da população para permitir a entrada do agente de saúde. Para facilitar a ação dos servidores, os móveis deverão ser afastados das paredes. Após a borrifação, os moradores devem ficar fora de casa durante duas horas. A limpeza do local logo após o trabalho dos agentes também é importante. 
 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
CULTURA
7059