Rádios On-line

AABB Comunidade retorna no dia 6 de maio

Projeto AABB Comunidade atende a uma média de 450 crianças

25 ABR 2013 - 07h:51Por Arthur Freire/JP

Atendendo no Centro de Referência em Assistência Social e Educação (Crase) “Coração de Mãe” desde fevereiro deste ano, o projeto AABB Comunidade retornará à sede da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) na primeira semana de maio. 

De acordo com a prefeita Márcia Moura (PMDB), o retorno está marcado para o dia 6 e foi garantido depois de um acordo entre Fundação Banco do Brasil e Prefeitura para legalizar a continuidade do projeto com recursos do FIS, verba especificamente destinada à Assistência Social. No começo do ano, chegou-se a cogitar a possibilidade de suspender o projeto neste ano por conta de uma determinação do Ministério da Educação para que os convênios do projeto fossem assinados junto às Secretarias Municipais de Educação. “Conseguimos legalizar a continuidade desse projeto com a verba do FIS até 2014. Já neste ano, na votação do orçamento, o projeto da AABB Comunidade passará para a Educação, aos cuidados do secretário Mário Grespan. Isso só foi possível porque houve boa vontade de ambas as partes, tanto dos gerentes da Fundação Banco do Brasil, quanto nossa. Afinal, não há motivo para mexer em um projeto que estava dando tão certo no município. Mas, precisávamos desse período para regularizar a situação”, declarou.

Fundado em 1997, o projeto AABB Comunidade atende a uma média de 450 crianças e adolescentes de seis anos completos a 18 anos incompletos. Durante o período necessário para resolver o impasse, as crianças foram transferidas para o Crase Coração de Mãe. Porém, houve resistência por parte de alguns pais. 

Entretanto, a prefeita informou que a Prefeitura forneceu transporte exclusivo para levar as crianças de um projeto para outro. “Não houve prejuízo à população em nenhum momento. A gente pegava lá [AABB] e levava para o Crase. A única coisa que aconteceu foi que aumentou um pouco o tempo de permanência das crianças no ônibus”.

A queda no número desses alunos não foi confirmada pela coordenação do Projeto. Por e-mail, a AABB Comunidade informou que só terá essa informação quando retomadas as atividades. Apesar disso, além dos educandos já matriculados, a instituição acrescentou que existe uma lista de espera com crianças provenientes de 80 famílias aguardando uma vaga e que são registradas novas procuras diariamente.

Os alunos participam do projeto em horário contrário ao da escola. São cerca de 220 alunos por período, em média. O objetivo do projeto é, por meio de atividades socioeducativas, culturais, esportivas e de saúde, auxiliar na inclusão social e no desenvolvimento dessas crianças e adolescentes de famílias em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, os bairros com maior número de crianças atendidas são Paranapungá, Vila Alegre, JD. Alvorada, Vila Piloto, Oiti, JD. Das Acácias, Jk, Vila Nova, Interlagos, Set Sul, 5º da Lagoa, entre outros.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13