Rádios On-line
TRAGÉDIA

Carro pega fogo após ser atingido por caminhão e 4 passageiros morrem

Carro transportava mulheres que faziam tratamento médico em Três Lagoas

29 JUN 2019 - 06h:55Por Valdecir Cremon

Quatro pessoas morreram e outra ficou ferida em um acidente, na noite desta sexta-feira (28), na rodovia MS-395, em Bataguassu. O Corpo de Bombeiros de Três Lagoas foi chamado ao local e socorreu o motorista de um carro da Prefeitura de Bataguassu, que pegou fogo após batida na traseira de um caminhão que estaria parado na pista, por volta das 20h, entre Brasilândia e Bataguassu.

A Polícia Civil de Brasilândia indiciou o motorista de caminhão, de 53 anos, por homicídio culposo. Ele conduzia o caminhão envolvido no acidente deixando um saldo de quatro mortes. Não havia indício de que o motorista do caminhão estava embriagado, segundo a Polícia.

Policiais receberam uma ligação de funcionários de uma propriedade rural indicando eu um motorista teria pedido abrigo no local, pois envolvera-se em acidente de trânsito grave que outros motoristas que pararam no local ameaçavam linchamento.

Foi verificado, segundo a polícia, na inspeção realizada no local do crime que o motorista do caminhão adentrou a rodovia MS-395, saindo de uma propriedade rural carregado com ração animal, pegando o sentido da cidade de Bataguassú. Trafegou por aproximadamente 160 metros, quando foi colidido na traseira pelo veículo GM Spin, que transportava pacientes da cidade de Bataguassú, que faziam tratamento médico em Três Lagoas. O veículo de passeio capotou após o choque e pegou fogo, sendo que apenas o motorista conseguiu escapar das ferragens. Quatro mulheres morreram no acidente. Os corpos foram retirados do veículo após a liberação do local pela Perícia. O Corpo de Bombeiros executou o desencarceramento dos corpos, que foram encaminhados ao IMOL de Três Lagoas, onde deverão ser identificados por exames de DNA. 

A Perícia Criminal realizou os levantamentos no local. Verificou-se que o caminhão tinha iluminação de segurança deficiente na parte traseira e que as faixas refletivas não estavam funcionando corretamente por ausência dos adesivos ou sujeira sobre o acessório.

A Polícia Civil deve ouvir testemunhas e aguardar a conclusão dos laudos periciais. O Inquérito Policial deve ser concluído em 30 dias.

*Reportagem atualizada às 09h50 (MS), em 29 de junho, para acréscimo de informações.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13