Rádios On-line
TRêS LAGOAS

Acidentes matam quatro pessoas no 1º bimestre e número é superior aos últimos dois anos

Trânsito fez duas vítimas em fevereiro de 2017, contra três no mesmo período, este ano

26 FEV 2018 - 16h:47Por André Barbosa

Dois primeiros meses de 2018 superam o número de fatalidades no trânsito três-lagoense no período, nos últimos dois anos. Com a morte do motociclista Tihere Ferreira Moreira, de 26 anos, no domingo (25), chega a quatro o número de vítimas fatais, desde janeiro. Destas, três são motociclistas e, aparentemente, os acidentes não foram provocados por outros veículos.

A primeira vítima do trânsito este ano, foi em janeiro. Ormezinda dos Santos Borges, de 53 anos, foi morta por atropelamento na rua Dois, no bairro Vila Piloto, Zona Leste da cidade.

Valdeley Marques dos Santos, de 39 anos, morreu depois de ficar internado por quatro dias, após queda de moto na Avenida Clodoaldo Garcia. O acidente ocorreu no domingo (11), quando o motociclista teria perdido controle de direção e caiu. Ele sofreu traumatismo craniano, além de outros ferimentos pelo corpo. Ele foi levado inconsciente para o hospital e teve morte cerebral confirmada no dia 15. Os órgãos foram doados.

No feriado de Carnaval (13), Elivelton Queiroz, de 26 anos, morreu e Mayra Oliveira da Silva, de 24 anos, ficou ferida, após a moto em que estavam colidir com a sarjeta e arremessar o casal contra um poste de iluminação pública, no bairro Santos Dumont. O acidente ocorreu na rua Maria Guilhermina Esteves, uma das mais movimentadas na ligação entre a rodovia BR-262, na Zona Sul, e o bairro Jardim das Oliveiras, na Zona Oeste. O rapaz teve morte instantânea e Mayra foi levada ao hospital Auxiliadora, em estado grave e chegou a ficar internada na UTI, por uma semana.

Tihere sofreu traumatismo craniano na noite de sábado (24), após perder o controle da moto e cair, na rua Taurino Ramires Kock, no Jardim Ipacaraí. Ele chegou a ficar internado por quase 24h, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Auxiliadora, inconsciente, mas, não resistiu aos ferimentos.

 

Fatalidades

No ano passado, de janeiro a maio, cinco pessoas morreram em acidentes de trânsito em Três Lagoas. No mesmo período de 2016, foram duas mortes. Nesse ano, o trânsito três-lagoense matou oito pessoas, segundo dados do setor de estatísticas da Polícia Militar, e 14, de acordo com o setor de estatísticas do Departamento Municipal de Trânsito. A diferença ocorre porque a PM contabiliza apenas mortes ocorridas no local do acidente, ou pouco depois, enquanto o órgão municipal considera período até 30 dias após.

Das cinco mortes registradas no primeiro semestre de 2017, duas ocorreram em fevereiro e três em maio. Em todo o ano, 12 pessoas perderam suas vidas de forma violenta, no trânsito de Três Lagoas.

Deixe seu Comentário