Rádios On-line

Aeroporto de aparelha para inauguração da Eldorado

Aeroporto de Três Lagoas terá que se adequar para receber fluxo intenso de aeronaves no dia da inauguração da fábrica de celulose

1 DEZ 2012 - 10h:16Por Arthur Freire

Medidas de emergência devem ser adotadas no aeroporto de Três Lagoas devido ao fluxo de aeronaves que podem pousar na cidade em razão da inauguração da fábrica de celulose Eldorado Brasil, marcada para o dia 12 de dezembro. A expectativa é de que haja um grande fluxo de aeronaves em decorrência das autoridades que foram convidadas para a inauguração da maior fábrica de celulose da América Latina.

Entre os convidados, está a presidente da república Dilma Rousseff (PT), que já confirmou presença. Entretanto, em sua agenda, consta que ela estará na França nesse dia. Apesar disso, várias outras autoridades estarão presentes.
De acordo com o deputado federal Edson Giroto (PMDB), a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) precisa conceder uma autorização temporária para pousos e decolagens, já que o aeroporto de Três Lagoas ainda não está homologado e não dispõe de todos os equipamentos de segurança para operar com várias aeronaves.
O coordenador aéreo da Secretaria de Estado de Obras Públicas e Transporte, Fabrício Alves Corrêa, disse que para conseguir essa autorização é necessário que o aeroporto tenha um sistema de controle e proteção de voos, como equipamentos que possam garantir pousos e decolagens com segurança. Um deles é que a seção contra incêndio esteja funcionando, mesmo que de maneira improvisada. Fabrício disse que isso já está sendo providenciado. “Se houver um acidente ou um incêndio em alguma aeronave, tem que ter os equipamentos de combate no local”, informou.
 A obra do barracão ainda não está concluída, mas disse que o alojamento será improvisado e será possível abrigar os dois caminhões de combate a incêndio, e os demais equipamentos de segurança necessários. No dia, estarão no local também os militares do Corpo de Bombeiros que fizeram o curso para atuar no aeroporto quando estiver operando com voos comerciais. “Eles fizeram o curso pela Infraero e já têm as carteiras de autorização para trabalhar nessa área”, destacou.
Um relatório sobre as providências que estão sendo tomadas a respeito do aeroporto será encaminhado à ANAC. Fabrício explicou que isso é necessário em razão do seguro que algumas aeronaves possuem. Apesar disso, ele ressaltou que o relatório irá permitir que o município, após concluir as obras e solicitar a homologação, já tenha parte dos procedimentos em andamento.
RECURSO
Ainda de acordo com o deputado federal Giroto, para a conclusão das obras de responsabilidade do Estado, é necessário que o governo federal, através da Secretaria de Aviação Civil (SAC), libere o restante dos recursos para a conclusão dos serviços. Por esse motivo, ele esteve na última quinta-feira na secretaria solicitando a liberação de R$ 1,8 milhão, necessários para concluir as obras de ampliação do aeroporto.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13