Definir Três Lagoas como sua cidade padrão?

Sim Não
Rádios On-line
8090
PREFEITURA TL 103 ANOS 18 A 30.06.18

Antecipação do 13º injeta mais de R$ 20 milhões na economia

Mais de 15 mil beneficiários do INSS terão direito ao abono salarial

30 AGO 2012 - 08h:09Por Redação

O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) começou a pagar nesta semana a metade do 13º salário aos aposentados, pensionistas e para quem recebe outros benefícios assistenciais ou por incapacidade, mas que vão receber alta nesse mês. A antecipação do 13º, juntamente com o salário deste mês, para 15.213 beneficiários, vai injetar na economia local R$ 20.164.868,52.

De acordo com a chefe do INSS de Três Lagoas, Ledir de Freitas, a maior parte do benefício é referente ao pagamento para os aposentados e pensionistas. Mas o número pode aumentar em até R$ 3 milhões, por conta de casos em que os beneficiados recorreram do valor pago.

Dos mais de 15 mil beneficiários, Ledir disse que a minoria refere-se ao pagamento proporcional do 13º salário para quem recebe beneficio por incapacidade, como auxílio- doença ou afastamento do trabalho. “Os beneficiários que vão receber alta no final desse mês, também têm direito ao beneficio proporcional”, destacou.

Todos os aposentados e pensionistas, conforme a chefe do INSS, tem direito a receber o 13º salário. “[Apenas]Não tem direito quem recebe o benefício assistencial destinado ao idoso e portador de deficiência”, informou.

Para Ledir, o recurso que será injetado na economia local neste mês é considerável, pois auxilia os aposentados e pensionistas no pagamento de alguma conta ou no consumo de algum produto, até o final do ano. “O governo federal tem essa política de pagar o décimo terceiro em duas parcelas. Uma entre agosto e setembro e a outra no final de novembro, começo de dezembro”, explicou.

O pagamento da metade do 13º salário iniciou nessa terça-feira e vai até o quinto dia útil do mês de setembro. “Quando chega essa época do ano, cria-se uma expectativa. Muitos procuram a agência para saber quando começa o pagamento. Diante da dificuldade pela qual alguns aposentados têm passado, a antecipação ajuda”, destacou.

Ledir informou que o pagamento cai direto na conta dos beneficiários, mas se algum deles quiser procurar a agência para pegar extrato e obter mais detalhes sobre o pagamento, podem ir até o INSS.

Segundo a Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul (Fecomécio/MS) no Estado, a antecipação do 13º deverá injetar R$ 94 milhões na economia. Somados à folha de pagamento do mês de agosto, o total é de aproximadamente R$ 339 milhões que serão injetados no Estado. Ao todo, são 237,7 mil aposentados, pensionistas e segurados em Mato Grosso do Sul.

GOLPE
Entretanto, Ledir alerta para casos de golpes praticados contra idosos.  De acordo com a chefe do INSS, há algumas pessoas procurando a agência para denunciar um grupo que estaria indo às casas dos aposentados para vender um colchão ortopédico e um guarda-roupa pelo valor de R$ 5 mil e a parcela é descontada direto na folha de pagamento deles. Três casos foram registrados no município. “É com tristeza que nos últimos dias nos deparamos com esse tipo de situação, mas não sabemos quem são essas pessoas. Se esse material for comprado nas lojas, não custa mais do que R$ 1.800 mil”, disse.

Ledir solicitou aos aposentados e pensionistas que não recebam pessoas estranhas em suas casas vendendo produtos com valor abusivo para descontar em seus benefícios.

EMPRÉSTIMO
Em relação a empréstimo consignado em financeiras, ela informou que essa é uma questão social, já que muitos aposentados e pensionistas acabam tendo que sustentar alguns familiares. “São avós cuidando de netos ou de filhos que estão desempregados - apesar da quantidade de empregos disponíveis em Três Lagoas. Acaba sobrando para os aposentados. Por isso, a aposentaria passa a ser insuficiente. Mas essa é uma questão social, que não tem como o INSS lutar contra isso”, salientou.

Quanto a familiares estarem recebendo o benefício no lugar dos aposentados, Ledir comentou que, às vezes, são registradas algumas ocorrências dessas, em que alguém da família pegou o cartão, a senha e ainda recebe o salário do idoso. Esses casos são encaminhados para o Ministério Público. “Tem até casos em que a pessoa já morreu e outra continua recebendo”, disse. Ela informou que, quando isso ocorre, o INSS tem um procedimento que é adotado, em que a pessoa tem que ressarcir o valor. Quando isso não ocorre, ela é encaminha à Polícia Federal. “Isso é crime”, frisou.


Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
7201