Rádios On-line
8992

Após a "virada do ano", sujeira toma conta da Lagoa

Depois da "farra", garrafas, sacos e até velas foram despejadas nas águas da Lagoa Maior

6 JAN 2009 - 07h:34Por Danilo Fiuza

No primeiro final de semana após a “virada do ano”, a resultado da ressaca festiva ainda pode ser visto na Circular da Lagoa Maior. Crianças se banhando, em detrimento às consequências que podem advir de problemas de saúde (pó de mico), que causam alergias, além da presença, perigosa, de restos da “farra” de muitos inconsequentes: garrafas plásticas e de vidro jogadas nas águas, sendo que na beira algumas foram quebradas.
A sujeira da “virada” continua no local, embora a limpeza efetuada pelos garis da prefeitura municipal que, diariamente, recolhem grande quantidade de lixo despejados por toda a área.
Ontem (5) de manhã, a reportagem do Jornal do Povo flagrou cinco garotos, com idade entre 10 e 12 anos, que aproveitavam o sol quente para se refrescarem nas águas da Lagoa Maior. Indiferentes aos problemas de saúde que podem sofrer, eles se lançavam às águas, mergulhando, brincando a valer.
Enquanto isso, bem próximo a eles, garrafas de champanhe flutuando, assim como as “pets” e sacolinhas plásticas. Em alguns pontos, cacos de vidro de garrafas de champanhe, acompanhados de rolhas plásticas. Uma pessoa que transitava pelo local arriscou: “isso é resultado da festa na passagem de ano; ontem (domingo, 4) tinha até velas que o povo usa para fazer macumba”.
Outros dois garotos que estavam com molinetes na água, na tentativa de fisgar algum “Cedezinho”, reclamavam: “por isso que a gente não consegue nem pescar direito, pois a água ta suja”.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13