Rádios On-line
ORÇAMENTO

Arrecadação de Três Lagoas chega a quase R$ 1 bilhão

Município teve superávit de R$ 239,2 milhões a mais do que o previsto no orçamento

27 FEV 2021 - 08h:35Por Ana Cristina Santos

A Prefeitura de Três Lagoas encerrou 2020 com um orçamento de R$ 939.265.218,48. Segundo a Secretaria Municipal de Finanças, houve um incremento com a suplementação de créditos adicionais no valor de R$ 239.265.218,48 - elevando o valor estimado de R$ 700 milhões do orçamento de 2020, para R$ 939.265.218,48. Os créditos adicionais, segundo a secretaria, são oriundos de superávit de períodos anteriores e de excesso de receitas recebidas acima do orçamento.

Os números foram apresentados ontem, em audiência pública de prestação de contas do 3º quadrimestre de 2020. Por conta da pandemia da Covid-19, a audiência foi online.

Por mês, de acordo com o orçamento de 2020, Três Lagoas arrecadou, em média, R$ 78 milhões, o equivalente a R$ 2,6 milhões por dia.

De acordo com a prefeitura, o superávit na arrecadação é reflexo do aumento no repasse do ICMS. Três Lagoa passou de terceiro para o segundo lugar entre os municípios com maior arrecadação desse importo, que é repassado pelo governo estadual. Além disso, Três Lagoas lidera o ranking das cidades que mais exportam no Estado, e no país, a cidade ficou, em 2020, em 17º lugar entre os municípios que mais comercializam produtos para outros países. 

A administração municipal ressalta ainda que, esse resultado é reflexo também da industrialização da cidade, que mantém um parque industrial com muitas empresas.

EVOLUÇÃO
Nos últimos dez anos a arrecadação de Três Lagoas teve um acréscimo de R$ 704 milhões. Em 2021, o orçamento do município era de R$ 235 milhões. 

Apesar da pandemia da Covid-19 que causou impactos negativos na economia, Três Lagoas não sentiu os reflexos em sua arrecadação, pelo contrário, arrecadou além do previsto. Analisando a evolução da receita a cada ano, é possível prever que, a partir de 2022, a prefeitura terá arrecadação global de mais de R$ 1 bilhão.

Do total arrecado no ano passado, R$ 210,6, milhões são recursos próprios do município, R$ 277, 8 milhões do Estado e R$ 211, 2 milhões da União.

A Secretaria Municipal de Saúde foi a pasta que recebeu mais recursos no ano passado. Foram R$ 237.071.990,74, em segundo lugar, a Educação com R$ 150.695.048,14.  A Câmara de Vereadores recebeu R$ 21 milhões de duodécimo.

Deixe seu Comentário